segunda-feira, abril 14, 2014

O Inacreditável Brasil !

Quero deixar bem claro que o que vou escrever não tem nada haver apenas com este governo, mas com todos os anteriores, inclusive este que está deixando correr frouxo todo tipo de crimes, falcatruas, roubos institucionais, desperdício do dinheiro público e por aí vai. O que está acontecendo no Brasil é Inacreditável. Depois da nova tecnologia onde são instaladas em cada esquina e estabelecimentos comerciais câmeras de vigilância, conseguiu-se gravar milhares de crimes, roubos e etc., mas o pior não é isso. Apesar de toda essa tecnologia, a polícia não consegue prender 2% (dois por cento) dos crimes gravados. Um exemplo foi o que aconteceu em uma loja lotérica na cidade de Luziânia-GO no entorno de Brasília. Um faxineiro de 28 anos de idade foi agredido com coronhadas e chutes antes de ser assassinado, conforme mostram as câmaras de segurança. Após invadirem o local com armas em mãos, eles rendem o empregado que estava do lado de fora do caixa trancado pelo lado de dentro e com vidros reforçados. Os ladrões pediram as chaves para o funcionário que implorava dizendo que não tinha as chaves, apenas os funcionários do ladro de dentro, mas não adiantou. Em um ato de pura covardia, antes de sair do assalto frustrado, os homens atiraram covardemente na cabeça do rapaz que estava sentado no chão sem nunca ter reagido. Este é só um dos exemplos. O que será que está acontecendo? Claro que não acontece só no Brasil, mas o Brasil está sendo apontado como um dos países mais violentos do mundo com mais de 50 mil assassinatos por ano, mais do qualquer guerra no mundo. Sendo que é aqui que eu nasci e moro, não possa parar de escrever e criticar. O pior de tudo é que estão gastando mais de 30 bilhões de dólares para se fazer estádios de primeiríssimo mundo, padrão FIFA para uma (desnecessária) Copa do Mundo, enquanto nossos hospitais e escolas estão sucateados e com o padrão HAÍTI.

Nossas Leis só funcionam para prender pequenos sonegadores de impostos ou taxas devidas ao governo, pelos mais pobres é claro ou quando é de interesse dos governantes ou um político influente contra o oponente. O tráfico de drogas corre solto em todos os estados do Brasil. Doleiros fazem a festa com a lavagem de dinheiro para traficantes, empresários e políticos corruptos debaixo do nariz das Polícias Civis e Federal que às vezes não podem fazer nada, pois seus altos comandantes são de indicação do governo e não por merecimento de experiência e tempo de serviço. Quando acontece de um figurão ser preso, pode saber que teve algum tipo de falcatrua por parte dos governantes. Foi o que aconteceu segundo reportagem de Mino Pedrosa do Jornal de Brasília (http://www.jornaldebrasilia.com.br/edicaodigital/pages/20140414-jornal/pdf/08.pdf) onde ele fala do famoso caso de corrupção no governo do DF, batizado como “Caixa de Pandora” envolvendo o governador da época José Roberto Arruda. Segundo a reportagem, O processo com origem nas investigações da Sub-Procuradora “Raquel Dodge” teve no seu percurso falhas que podem anular todo o seu desenvolvimento, pois teve a participação de figurões interessados que seus nomes não aparecessem em outras falcatruas, entre eles, acredite se quiser o ex-presidente LULA. Leia a reportagem no Link acima para entender melhor, porque sou suspeito de falar sobre o ex-governador Arruda, por já ter trabalhado com ele no passado. Agora veio a tona as denúncias envolvendo a Petrobrás, incluindo irregularidades em contratos, não uma novidade para o TCU, pois a Petrobrás sempre foi a caixa-preta de todos os governos, só que agora as denúncias são muitos sérias com a compra de uma refinaria que valia 42 milhões de dólares por mais de 1 bilhão e meio de dólares pelo atual governo, debaixo do nariz de todas as autoridades fiscalizadoras e com o aval da “presidenta” Dilma e seus diretores de ontem e de hoje.

Não bastasse isto, o vice-presidente da Câmara do Deputados, o Dep. André Vargas (PT-PR), o mesmo que um ato de gozação do Presidente do STJ, Joaquim Barbosa ergueu o punho como o Dep. Jesuíno e o Zé Dirceu quando foram presos por corrupção, em uma solenidade na Câmara. Depois de se licenciar por 60 dias pela acusação de seu envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela polícia federal na “Operação Lava Jato” que dissolveu um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que, segundo a Polícia Federal, movimentou mais de 10 bilhões de reais que foram parar nos bolsos de políticos e funcionários públicos corruptos, agora pode renunciar a qualquer momento para fugir do Tribunal e ser julgado como pessoa comum com chances de ser inocentado mais facilmente. Agora imagine você que está lendo essa barbaridade, se prefeitos, deputados, senadores, governadores e presidentes se envolvem com tanta facilidade em corrupção e nada acontece com eles, o que será de nós pobres mortais trabalhadores e pagadores de impostos sem retorno de serviços básicos como educação, saúde e segurança? Onde vamos parar? Será que teremos uma saída? Eu estou quase desistindo de ter esperança. Aqui em Brasília onde moro, saiu um governo chamado de corrupto pelo governo federal, que sem um nome forte para disputar uma eleição para governador, trouxe do PC do B para o PT, um dos governos mais corruptos da história de Brasília, Agnelo Queiroz, já envolvido em vários esquemas de corrupção no Ministério dos Esportes, invasão de área pública, Operação Shaolim, mensalão do DF, envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira e agora com o superfaturamento do Estádio Mané Garrincha orçado em 680 milhões e gasto até agora mais de 2 bilhões de reais. Se já não bastasse agora está sendo acusado de favorecimento a empresas de transportes em uma licitação de mais de 10 bilhões para a troca dos ônibus. Chegará uma hora em que a população entrará em parafuso e começará a pensar outro tipo de regime, pois o que está acontecendo no Brasil, nunca se viu! Até a próxima.

domingo, março 30, 2014

A Ditadura Democrática!

O que seria “Ditadura” para você? Para mim, como a Wikipédia, Ditadura” é um dos regimes não democráticos ou antidemocráticos, ou seja, governos onde não há participação popular, ou em que essa participação ocorre de maneira muito restrita. Na ditadura, o poder está em apenas uma instância, ao contrário do que acontece na democracia, onde o poder está em várias instâncias, como o legislativo, o executivo e o judiciário. Diz-se que um governo é democrático quando é exercido com o consentimento dos governados, e ditatorial, caso contrário. Diz-se que um governo é totalitário quando exerce influência sobre amplos aspectos da vida dos governados, e liberal caso contrário. Ocorre, porém, que, freqüentemente, regimes totalitários exibem características ditatoriais, e regimes ditatoriais, características totalitárias. A “ditadura militar” é o modelo de mais forte dessa concorrente de governo, onde o poder político é efetivamente controlado por generais e comandantes do exército do país. Os regimes militares são formados após um golpe de estado derrubando o governo anterior seja qual for o regime que ele assume, e não importa qual a tendência ideológica que ele segue. A “ditadura” pode ser de cunho nacional-socialista, como Hitler, na Alemanha, fascista como “Mussolini” na Itália, ou como “Fidel Castro”, em “Cuba”. Não que eu esteja fazendo apologia ao Golpe Militar de 1964, mas não foi os militares que promoveram o Golpe, e sim o povo. O então presidente “João Goulart” fez um discurso em um comício na Central do Brasil, em 13 de março, inflamando e defendendo mudanças estruturais que alegadamente o país necessitava. O Brasil vivia uma gravíssima crise econômica, com inflação bastante alta o que reforçava a inflamação social. Nesta época instável da vida nacional, Cuba já treinava guerrilheiros brasileiros, ensinando-lhes técnicas de seqüestro, mortes, furtos e manipulação de armamentos, mandando dinheiro para o Brasil, financiado assim, grupos terroristas revolucionários.
Neste discurso na Central do Brasil, foram catalogadas 150 mil pessoas, enquanto que em São Paulo, em 19 de março foi feita uma “Marcha da Família com Deus pela Liberdade” em resposta a ameaça comunista apresentada por “João Goulart” que nessa data assinou dois decretos permitindo a desapropriação de terras numa faixa de 10 km às margens de rodovias, ferrovias e barragens e transferindo para a “união” e o controle de 5 refinarias de petróleo que operavam no país. Para os EUA e União Soviética, durante a “Guerra Fria”, tais idéias progressistas foram vistas como um passo em direção à implementação do socialismo-comunismo. Foi literalmente um “tiro no pé”, pois vários setores da sociedade, incluindo o clero, se organizaram em marchas e levaram às ruas mais de um milhão de pessoas protestando. Não deu outra... Em 31/03/1964 os militares tomaram o poder com a aprovação de mais da metade da população brasileira contra o regime a ser implantado. Enfim, depois de 21 anos de “ditadura”, conseguimos, embora indiretamente um presidente, Tancredo Neves. Infelizmente ao morrer antes de assumir, entrou o presidente da Câmara Federal, José Sarney, filho da ditadura. Um dos políticos mais corruptos do Brasil. Depois disso, veio pelo voto direto, ou seja, o povo escolhendo, outro corrupto que foi Fernando Collor. Tanto é que foi impedido pelo congresso para continuar presidindo o Brasil, com a maior concentração popular já vista no país. Com a saída de Collor entrou o então presidente da câmara Itamar Franco que colocou em seu governo o ministro da fazenda. FHC, sociólogo que lutou contra a “Ditadura Militar”, que implantou um “Plano Econômico” chamado “Plano Real” que acabou de vez com a inflação que deteriorava o Brasil. Depois disso, veio a primeira eleição direta para “presidente da república”. O país melhorou, a inflação desapareceu e as pessoas puderam colocar suas “contas” em dia. FHC, depois de 8 anos perdeu a eleição para LULA, combatente da “ditadura”.
E agora? O que vemos? Vemos um governo que não aceita críticas, que não aceita idéias para melhorias, que não aceita propostas da oposição, seja elas boas ou excelentes, que sejam a solução para vários problemas para o povo brasileiro. É um governo que quer manipular a Internet. Um governo que quer manipular e perseguir pessoas. Um governo onde os aliados no congresso se estiverem alinhados estão fora das eleições. Um governo onde quem manda é o antecessor. Um governo onde os condenados pelo “STF”, a última estância da Lei, tem que ser questionado. Um governo que constrói estádios para a Copa do Mundo, mas não constrói hospitais ou escolas. Um governo onde em vez de matar a “seca do nordeste” financia um porto em “Cuba”. Um governo onde compra uma refinaria de petróleo que valia 42 milhões de dólares por um bilhão e cento e oitenta milhões de dólares, sendo que na hora da compra a pessoa que autorizava a compra, era a própria presidenta da república. Um governo que acha que manda no “congresso brasileiro” desprezando nossos votos sejam eles com ideais ou não. Um governo que muda ministros e aliados só para conseguir uma reeleição. Um governo tem seus maiores dirigentes na “Penitenciária da Papuda” em Brasília o chefe: “Zé Dirceu” e seus algozes, Genoíno, Delúbio e etc. Desculpem o palavrão, mas que diabos é essa “porra” de governo? Que “porra” de democracia é esta?  O governo investe em “copa do mundo”, em “Cuba”, na “Venezuela”, mas não investe em hospitais, nas escolas e nas instituições de segurança. Desculpando-me pelas “rudes palavras”, mas eu pergunto: Este é um governo democrático onde toda população tem voz ativa, ou é um governo enganador, onde em vez de mostrar sua cara se esconde atrás de uma ditadura disfarçada para levar o povo brasileiro a ruina? Isto para mim é uma “Ditadura disfarçada em Democracia”. Até a próxima.

terça-feira, março 25, 2014

Arroche o Nó ou Será Tarde Demais...

Brasileiros, o que estamos vendo de escândalos deste governo que se diz do “povo para o povo”, provou que só quem não tem vez somos nós, o povo! São tantas as falcatruas para fortalecimento de seu regime “antidemocrático e comunista” que estamos correndo um enorme perigo de vivermos futuramente em uma ditadura, mas não aquela ditadura que vivemos nos anos 60/80. Esta será pior, pois será uma ditadura virada para o atraso, basta o governo conseguir um bom número de agentes das Forças Armadas e nas polícias. Se isto acontecer, estamos literalmente ferrados, por isto é ora de reagir nas urnas neste ano, pois ainda temos uma luz no fim do túnel. É como diz o filósofo e professor “Olavo de Carvalho: “Seja por pressão popular, fracasso eleitoral, acúmulo de escândalos, intervenção militar ou qualquer outra via, o governo atual acabará sendo escorraçado da vida política nacional, exceto se implantar uma ditadura para qual não tem, ao menos por enquanto, um número suficiente de agentes nas Forças Armadas e nas policias. Esta é a situação. “O povo ainda não tem organização suficiente para derrubar o governo, o governo ainda não tem força suficiente para calar o povo”. Em outro artigo, o professor Olavo diz: Não existindo um partido de direita, nem qualquer força política de direita organizada, nem muito menos poderes financeiros sustentando uma militância de direita nem, enfim, nenhuma classe ou entidade sobre a qual se possa lançar as culpas de todo o mal que o governo faz, só resta ao esquerdismo voltar suas baterias contra indivíduos, cidadãos isolados e sem qualquer respaldo político ou econômico – jornalistas, escritores, blogueiros (como eu: edudoroteu) e atacá-los com fúria e o desespero de quem defendesse a própria vida contra uma invasão imperialista ou um golpe militar”. Sendo assim amigos temos que reagir e ir para as ruas buscar respostas para o que está acontecendo no Brasil.

Se não bastasse o “mensalão”, agora surgiu outro grande escândalo talvez até pior, pois é uma vergonha como a falta de “gestão” de “intelectuais de merda” que se diziam revolucionários para colocar o país no eixo do desenvolvimento e liberdade, afundaram a “Petrobrás”, empresa que antes era o orgulho de todos os brasileiros. Simplesmente a nossa “presidenta” autorizou a compra da refinaria de Pasadena, que custava quarenta e dois milhões de dólares por mais de um bilhão e cento e oitenta milhões de dólares, ou seja, 27 vezes mais. Enquanto isto, o povo não tem hospitais decentes, uma segurança decente e uma infra-estrutura decente, a não serem os estádios da “copa do mundo”. Isto é só um pequeno exemplo, pois temos aí muito mais coisas para serem mostradas. Parece que o mensalão não serviu de exemplo para ninguém. Isto mostra que realmente o PT é uma quadrilha super organizada. “Al Capone”, mafioso italiano que dominou o crime nos Estados Unidos nos anos 30, perto do Zé Dirceu parece uma criança. Como “dois pesos e duas medidas”, o PT de LULA e Zé Dirceu, que manda na Presidenta Dilma, com diversas CPI’s, derrubou governadores, vários prefeitos e até presidente, como “COLLOR” que hoje é um aliado do partido, fora o maior bandido do Brasil, “José Sarney” super amigo de “Dilma” e LULA”. Se antes eram inimigos “mortais” e agora tomam Wiskie juntos, só pode cheirar alguma coisa como “nóis é nóis e o resto é “bosta”. Desculpem a expressão. Este tipo de aliança me parece mais manipulação e roubalheira do que uma política para o povo. Mas as coisas vão aparecendo aos poucos. Ontem mesmo, a agência de classificação de risco “Standard & Poor’s cortou a nota de crédito do Brasil de BBB para BBB-. A nota desta agência traduz o risco que um país representa para investidores, e baliza o risco-país. Isto mostra que o Brasil está indo de “mal a pior”. Enquanto se faz uma copa do mundo em detrimento a tantos problemas estruturais.

Em Brasília, onde moro, as escolas e postos de saúde da periferia e entorno são um lixo só. Ninguém investe, pois ali não tem voto para esquerdistas e intelectuais, como também em todo Brasil, a não ser o pessoal que recebe o programa “Bolsa Família”. Para você ter uma idéia, o custo de uma cadeira, na cor vermelha é claro, no Estádio Mané Garrincha, que foi orçado em 680 milhões e já se gastou mais de 2 bilhões? Custou aos cofres públicos (seu dinheiro está aí também) nada mais do que R$ 16.938,00.  Enquanto isto, uma cadeira escolar custa 54 reais. Contas feitas, uma cadeira do Mané Garricha daria para comprar mais de 313 cadeiras. Este é o retrato do Brasil, onde muitas vezes, em cidades da periferia sentam dois alunos em uma só cadeira. Este governo está em seu terceiro mandato com o discurso que é o governo dos pobres. Mentira das mais cabeludas, pois já que todos falam que o Brasil é o país do futebol porque então o pobre não vai poder assistir a “Copa do Mundo”? Sabe por quê? Porque os ingressos custam mais de um salário mínimo, estipulado pelo próprio governo. Esta copa na verdade amigos... Você que tem muito dinheiro e você que não tem nenhum para assistir, veremos o governo arrecadar bilhões para seu partido (PT), sem retorno em benfeitorias para quem acreditou e apostou todas as suas fichas. Este governo ganhou as eleições chamando todos os outros de “corruptos”. Se eles pregaram a verdade, deveriam dar o exemplo e não fazer pior. Hoje, todos falam que este atual governo foi ao mais “corrupto da historia”. Agora está na hora, se você não fizer parte dessa cúpula, pensar duas vezes e mudar seu conceito. O governo acha que pode te manipular, mas você é que é o patrão desses caras, pois você é quem decide que vai ficar no poder, portanto, abram olhos amigos e vamos tentar mudar este país! Independente de quem é você, seu voto vale muito. Vamos tentar uma mudança... Vamos arrochar o nó, antes que seja tarde demais. Até a próxima. 
edudoroteu@gmail.com – www.facebook.com.br/ze.duda

quinta-feira, março 20, 2014

A Evolução Em Marcha Ré!

Antigamente você acreditava nas pessoas como se fossem amigos há 300 anos. E por quê? Porque as pessoas tinham como alvo a palavra “honra”. Não precisava assinar o cheque, bastava o outro dizer: “dou a minha palavra de honra” a qualquer tipo de negociação ou promessa que a coisa estaria feita. A palavra valia mais que o contracheque ou seu cabelo branco. As amizades eram respeitadas porque um conhecia o outro não importando o grau de instrução ou hierarquia. O patrão gostava com a mesma grandeza de seu gerente quanto do seu faxineiro ou motorista. A diferença só era que um era estudado e o outro não, mas, mesmo olhando de ângulos diferentes, os dois eram acreditados, independente de suas posições. É por isso que grandes empresários de sucesso não se desapegam desses profissionais, pagando até o dobro, pois, segundo o velho ditado: “mais vale um pássaro na mão que dois voando”. Isto usado no setor privado, porque no setor público é outra coisa. No setor privado está o dinheiro dos investidores e no setor público estão os contribuintes. No privado o “camarada” quer ver seu dinheiro rendendo e sabendo que se ele perder foi por má gestão da empresa. Já no setor público, o cara investe de qualquer jeito com a certeza que ele não perdeu nada e sim o contribuinte que paga seus impostos. Um bom conselho para o empresário ou para o gestor privado, segundo “BUDA” é: “não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração. Mas depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão, e que conduz ao bem e benefício de todos, o aceite e viça-o”. Acho que Buda quis dizer que, “aqui se faz, aqui se paga”. Se você investiu em um novo amigo esquecendo aquele em você sempre confiou, se for decepcionado, segure a “pemba”.

O que falei acima foi de uma fase muito importante que é o trabalho, pois o trabalho é que traz o nosso sustento em alimentação, estudos, conforto viagens e nossas “pingas” do dia a dia sem que precisemos encostar-nos a outras pessoas. Só que a realidade é um pouquinho diferente! Quer ver? Mostre-me uma pessoa que não deve a um banco, uma pessoa que não deve uma grana ou uma cerveja para um amigo, uma pessoa que não negocia com a escola dos filhos. Se existe pessoas que não devem ninguém, deve importar o valor do frete pago pelos impostos de todos os brasileiros, sem exceção. Quer um exemplo? A nossa (sua) presidenta Dilma gastou numa diária em Portugal mais de 26 mil reais, o equivalente a 40 salários mínimos, ou seja, o que ela gastou em menos de 1 (um) dia, o nosso trabalhador ganharia para trabalhar, 1.315 (trezentos e quinze dias). Tem gente que fala por aí que quem ganha salário mínimo é porque não estudou, ou, “dane-se”. Alto lá... Tem muito motorista da Câmara ou no Senado e em vários tribunais que ganham mais que “doutores” ou “mestres” que não sabem fazer “Ó” com “fundo de um copo”. Se eu estiver mentido ou exagerando-me corrijam que eu me retratarei. A vida é feito de dívidas, se não o sentido seria outro. O favor que eu te devo é o mesmo que tenho que lhe pagar. Seja ele dinheiro, um ato de ajuda ou um bom conselho. Às vezes as pessoas jogam a oportunidade fora. Tem na mão o amigo e aproveitam o inimigo. Com o inimigo já que você não sabe quem é, pode demorar um pouco, porém a resultado não será bom. Como dizia Belchior: “por isso cuidado me bem, há perigo na esquina”. Nunca troque seu velho amigo aquele que te oferecem flor, pois ele, certamente não querem te ofertar ajuda, mas sim fazer você cheirar, te entorpecer, te enganar e te derrubar com a falsa amizade, sejam você politicamente ruim ou competente. O que eles querem é te sugar e te jogar fora depois.


Pois é... Nós estamos indo ao contrário de tudo. Conversando com velhos amigos, alguns com mais ou menos 60 anos, relembramos nossa infância. Nossas famílias, nossos velhos amigos, polícia e autoridades eram pessoas presumidas dignas de respeito e consideração. Em nosso tempo, cumpríamos tudo apenas com a palavra. Hoje, pagar dívidas em dia é bancar o bobo e não levar vantagem é otário. O que aconteceu conosco? Professores surrados em salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes, grades em nossas janelas e portas. Confiávamos nos adultos porque todos eram pais e mães das crianças da cidade. Tínhamos medo até de sapos. Só que é o seguinte, eu estou falando da minha turma de velhos onde tínhamos esses conceitos. Agora são outros tempos. Eu sou um “velho jovem que gosta do “Elvis, do Vinícius e outros, mas não gosto do “lepo, lepo”... Perdão aos fãs. Agora vamos falar sobre o título “Marcha Ré”. Alguns anos atrás você ia à casa do seu amigo para levá-lo para tomar cerveja. Hoje você liga para ele no “celular” e ele diz: “não posso amigo, minha sogra está aqui”. Aí é que está o problema! Quando você não tinha com dispensar o amigo, ele seria seu amigo para sempre. “Hoje, pelo celular, você dispensa seu amigo, ou pseudo-amigo”. Sabe o que você está fazendo? Se isolando, virando um “robô”. Eu confesso, tem muitos amigos que eu daria meu “braço direito” por eles que neste momento não daria uma “verruga”. Eles estão pensando num futuro que na vai existir. Política é uma “porcaria”. Mesmo profissionais qualificados como são, serão substituídos por aqueles que são políticos e, que absorveram suas qualidades técnicas em causa própria. Eles passaram e eles ficaram. Políticos “bilionários e servidores pobres”. Só que no final, o servidor, “otário, ou desonesto” vai responder por tudo. Aqui eu dou meus parabéns aos “manés” e como aprendizado consiga escolher melhor seus assessores. Precisamos seguir em frente, nunca em “Marcha Ré”. Até a próxima.

sexta-feira, março 14, 2014

Do Lado Esquerdo do Peito!

Pois é... Quantas pessoas você conhece que está desse lado. Quem tem um bom coração e acredita até em “Papai Noel”, como eu? Assim pensam que todos os nossos amigos do trabalho, colegas de “boteco”, conhecidos de outros que conhecemos ou simplesmente nossos amigos. Às vezes pela nossa carência da “mesmice” trocamos velhos amigos por novos que não conhecemos. (pausa para pensamento). Você deve estar pensando: A onde o Edu quer chegar? Vou explicar: Cá com “meus anzóis”, ou eu sou muito incompetente, ou o incompetente foi aquele que acreditou em mim. Ele agiu com o pensamento do coração e não da razão. Ele pensou “Com o Lado Esquerdo do Peito” e não com o lado esquerdo do “cérebro” que gosta de “detalhes”, coloca limites e julga sem abrir mão de quem ele está indicando. Independentemente se eu sou amigo dele ou não, ele acreditou em mim. Se eu não correspondi às suas expectativas, sinto muito, mas minha intenção foi sempre de acertar. Acabando esse desabafo, vamos volta r a falar de “amizade”, como o título bem diz: ”Do Lado Esquerdo do Peito”. Você, claro, que já ouviu muita coisa sobre amizades, inclusive músicas que diziam: “Amigo é coisa pra se guardar, do lado esquerdo do peito”. Só que agora eu digo: “quantas pessoas você tinha como amigos e quantas você têm? Segundo Carl Roger”, “a amizade é uma das mais comuns relações interpessoais que a maioria dos seres humanos tem na vida”. “Em caso de perda da amizade, sugere-se a reconciliação e o perdão.” A amizade, “é a aceitação de cada um como realmente ele é”. A amizade pode ter como origem um instinto de sobrevivência da espécie, como necessidade de proteger e ser protegido por outros seres. Alguns amigos se denominam “melhores amigos”. Os melhores amigos muitas vezes se conhecem mais que os próprios familiares e cônjuges, funcionando como um confidente. Para atinge ir esse grau de amizade, muita confiança e fidelidade são depositadas. 

Hoje estive com amigos que me convidaram para um a um almoço no clube “Minas Brasília” no bar da "Dona Pimenta". São eles: Fidelis Campos, Carlos Eduardo Mattos, Frederico Keller e, com a falta dos nossos amigos Claudiana e “Pedro Poeta” funcionários do DNIT. O almoço foi sensacional. Sabem por que eu estive lá? Porque minha presença foi fundamental ao acontecimento pelo tanto que eles me acolhem. Eu posso dizer: Realmente isto é amizade, pois não tenho nada de quem pretende se aproveitar... Sendo assim, certamente estes caras são colocados ”Do Lado Esquerdo do (meu) Peito”. “Confúcio” disse: “Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade.” Por pensar assim, eu tenho certeza que vou “pro Céu” e estarei sempre perto dos meus amigos, mesmo se eles, por medo ou covardia não se posicionar. Depois disso, o meus amigos “Cachorrão” e "Arlindo Santista", que tem como via de regra a responsabilidade. Meu amigo Roverval, ex-policial PM tratador de cachorro e “Surubim”, que não é “porra nenhuma”, porém nosso “olheiro”. Quero deixar bem claro que qualquer pessoa, independente dos outros, se puncione o seu favor. Acho que vocês já notaram que estou escrevendo de uma despedida de trabalho. E é verdade. Trabalhei com essa turma mais de 3 anos. Pensem em uns caras bacanas. Vocês que me vêm na Europa e em outros países. Muitas pessoas irão entrar em sua vida, mas somente verdadeiros amigos deixarão pegadas no seu coração. Aprenda também com os erros dos outros. Você não vive tempo suficiente para cometer todos os erros. Eu tive um amigo (irmão) chamado “Valdones”, em 1973, que simplesmente falou para mim: A casa é sua... Logo eu que era um menino que dormia lá no “cruzeiro” da Metropolitana? Como não tinha muito “opção”, topei. Parece brincadeira né? Saí do “Chão” para o “Colchão”. 

Aos meus amigos citados acima, eu vou colocar uns pensamentos de um amigo a quem me reporto. Não com todas suas idéias, somente as que eu concordo com ele. E então, faço um resumo: Despedida de Amigo de Trabalho: Se por um instante Deus esquecesse de que somos uma marionete de panos presenteasse com mais um pouco de vida ao teu lado, possivelmente não diríamos tudo o que pensamos, mas definitivamente pensaríamos em tudo u que dissemos. Portanto, pensando no que dissemos, fizemos e sentimos, percebemos que os momentos de histórias que realizamos juntos foram mais grandiosos do que pequenos. Trabalhamos, mas também rimos muito, e podemos dizer que se Deus nos concedesse mais um pouco de vida ao seu lado, morreríamos de tanto rir. Neste momento palavras perdem o sentido diante das lágrimas contidas na saudade que iremos sentir, mas sorriso é o que te demonstraremos neste instante por ser o motivo deste até logo, a realizar\ação demais uma vitória em sua vida. Sempre há um amanhã e a vida nos dá sempre mais uma oportunidade para fazermos as coisas bem, e termos que aproveitar cada oportunidade, por isso sabemos que você tem que ir, mas ficaremos aqui torcendo pelo seu sucesso hoje e sempre. Que você faça mais histórias maravilhosas e intensas como foi a nossa. Hoje é apenas a última vez que você verá as pessoas que conviveu no trabalho, mas o início de uma vida de convivência de amigos eternos. Têm também outro amigo que me mandou esta pérola de escrita sobre a amizade que eu guardei para um dia mostrar que é agora: (AMIZADE) muitas pessoas irão entrar e sair da sua vida, mas somente verdadeiros amigos deixarão pegadas no seu coração. Para lidar consigo mesmo, use a cabeça, para lidar como os outros, use o coração, raiva é a única palavra e perigo. Se alguém te traiu uma vez, a culpa é dele; Se alguém te traiu duas vezes, a culpa é sua. Amigos você e eu... Você trouxe outro amigo... Agora somos três... Até a próxima.


terça-feira, março 04, 2014

As Decepções São Obstáculos Transponíveis!

Certamente você já sofreu algum tipo de decepção. Não há quem fuja disso. É um sentimento de desgosto, desapontamento causado por um imprevisto, seja ela emocional ou profissional. Segundo especialistas é o sentimento de insatisfação que surge quando as expectativas sobre algo ou alguém não e concretizam. É semelhante ao arrependimento, mas difere na medida em que o arrependimento está focado nas escolhas pessoais que levaram a um resultado negativo, enquanto que a decepção está focada no próprio resultado. Geralmente está associada com a tristeza e com a frustração. A intensidade da decepção é proporcional ao tempo, valor simbólico e intensidade da expectativa. Em uma decepção amorosa não tem a ver com alguém ser melhor ou pior, mas, sim, com desencontro. Quem dá esse tipo de conselho provavelmente quer fazer você se sinta melhor, acreditando que viver a dor não seja bom. Como diz a psicóloga Helena Masseo, “é uma forma de evitar que o outro se entristeça demais, substituindo o luto por uma esperança”. Mas esse tipo de argumento pode ser recebido de uma forma distorcida. Como diz a também psicóloga Lizandra Arita, “a pessoa em uma situação de dor pode entender que sua escolha não foi adequada e que todos enxergavam isso, menos ela. Com isso, ao invés de deter em momentos que valeram a pena seguir em frente ela pode fixar sua tristeza em episódios pouco amistosos e buscar no próximo relacionamento um nível de perfeição exagerado”. A pessoa precisa viver o luto pela perda que sofreu. E para muita gente é difícil pensar em outra relação, pois ainda não finalizou aquela, emocionalmente falando. Eu confesso que já tive muitas decepções, mas nenhuma me levou ao desespero. Infelizmente, para muitas pessoas, a decepção emocional leva a tragédias, vidas ceifadas e muito mais. Eu sou testemunha disso, pois sofro até hoje pelo um desfecho emocional de um filho que o levou para sempre.

Se já não bastasse uma “decepção amorosa”, e a “decepção profissional?” Quem já não sofreu uma? Todos nós, a não ser que você não seja desse planeta. Estamos cansados de ver profissionais sendo jogados fora e substituídos por menos qualificados por uma série de motivos. Um deles pode ser porque o “chefe (a)” não foi com sua cara, independente se você é melhor ou não. O que vale é que a pessoa vai dar certo de uma forma ou outra, basta ensinar o tipo de serviço, pois hoje ninguém é insubstituível, pelo menos funciona no serviço público. Quer um exemplo? O Pelé foi tri-campeão, mas depois dele ganhamos mais duas. Se ele fosse insubstituível, nós não ganharíamos mais nenhuma e não seríamos “penta”. Só para deixar registrado, já que estamos falando em “decepção”, o “Rei Pelé” está pisando na bola nesta “Copa do Mundo” no Brasil. Olha o que “ele” disse: “Faltam 10 meses para começar a Copa. Não vai dar tempo para ver o que foi gasto. Então vamos aproveitar para arrecadar com o turismo e compensar o dinheiro que foi roubado dos estádios”. Put’s... Voltando ao assunto da “decepção profissional”, muita gente que perde seus empregos se fecha e ficam as margens da sociedade, principalmente se já tiver uma idade avançada, mas sempre têm um jeito. E sabe qual é o “jeito”? Em meu entender “paciência”. Se você é um bom profissional, tem qualidades como honestidade e força de vontade, um emprego vai aparecer para você, seja lá o que for, pois essas são as qualidades que o empreendedor procura em seus funcionários. Eu disse “empreendedor”. Muita gente fica perdida quando fica a mercê da decepção e não procura ajuda e nem lê nada a respeito. Sendo assim, eu vou mostrar aos meus leitores do Blog como, digamos, suavizar o sofrimento com conselhos como o de um grande escritor e psicólogo, “Miguel Lucas”, mestre em psicologia pelo (ISLA) em Portugal que exerce consultas privadas e autor exclusivo da Escola Psicologia (http://www.escolapsicologia.com).

Olha só o que ele diz de “como lidar com a decepção”: “A decepção faz parte da vida. Afirmo “perentoriamente” (parecida) que é necessário para o desenvolvimento humano. O desapontamento, na grande maioria das vezes é um impulso para a ação, fornece-nos motivação para crescer e ir ao encontro dos nossos objetivos. A “decepção” pode considerar-se sempre que identificamos um erro entre aquilo que desejamos alcançar ou acontecesse e aquilo que realmente alcançamos ou que aconteceu. Sempre que identificamos esta discrepância, na maioria das vezes podemos ficar decepcionados, com os outros ou conosco mesmos.” Mas é exatamente essa discrepância que nos permite avançarmos, que nos permite questionarmo-nos, que nos permite olhar a realidade de frente e progredirmos. A decepção é uma forma de frustração, e aprender a lidar com a frustração é uma habilidade necessária para conseguirmos lidar com as nossas emoções de forma funcional. Bom, agora acho que todos nós já aprendemos um pouco sobre decepções, mas vou ainda mostrar como os conselhos são bons, como esses da escritora e educadora “Ivone Boechat”. Sobre a decepção emocional ela diz: “viva com inteligência todo o tempo. Viva sua vida, não a do seu marido, da sua esposa, dos filhos, dos netos, dos parentes, dos vizinhos, dos amigos... Nem viva só pra eles, viva para você também. Isto se chama amor próprio, aquilo que você sacrificou sempre! Nunca viva em função dos outros. Faça o seu projeto de vida! Sobre a “decepção profissional”, mesmo com a idade avançada, não se esqueça: “a longevidade é uma benção! Comemore! Ser maduro é um privilégio; é a última etapa da vida e se você acha que não soube viver as outras não percam tempo, viça bem esta. Não fique falando toda hora: “estou velho”. Velho é coisa enguiçada. “Idade não é pretexto para ninguém ficar velho”. Sendo assim amigo (a), deixe as decepções para trás e corra atrás de seus objetivos de forma madura. Até a próxima.

terça-feira, fevereiro 25, 2014

Com as Próprias Mãos!

Virou moda o povo querer linchar assaltantes em plena praça pública. Sabem por quê? Porque nossas leis são as mais modernas do mundo, porém nunca cumpridas em sua essência, se tornando inúteis. É como diz o grande escritor “Vauvenargues”: “As leis inúteis, enfraquecem as leis necessárias”. O que está acontecendo ultimamente é que os ladrões assaltam em todos os lugares, inclusive às vezes, do lado de um posto policial sem serem incomodados. A pessoa que está sendo assaltada, além de levar tapas e coronhadas, na maioria das vezes quando reagem são mortas. E os bandidos, quando são presos têm uma porção de regalias oferecidas pela própria “Lei” que deviam puni-los. Sendo assim, a população já revoltada pelo não cumprimento das “leis” em nosso país se revoltam e tentam fazer justiça com as próprias mãos. Ato reprimido pelas autoridades policiais e com razão, mas se eles mesmos não agem com rigor o que fazer então? Outro dia como exemplo, parte de um grupo de moradores amarrou um menor assaltante nu em um poste. Como sempre a polícia soltou o menor, que para variar depois de alguns dias assaltou e quase matou dois turistas em Copacabana. Foi à gota d’água para abrir uma enorme discussão sobre o assunto. Outro dia, a âncora do Jornal do SBT, Rachel Shehrazade, em um comentário disse: “Aos defensores dos direitos humanos, que se apiedaram do marginalzinho preso ao poste, eu lanço uma campanha: faça um favor ao Brasil, adote um bandido”. Eu sempre pensei da mesma forma. Quem pensa diferente, como os pseudo-s defensores dos direitos humanos, por que até hoje não arrumaram uma solução para este tipo de comportamento? Quando postei isto no “facebook” um amigo comentou que eu fui infeliz no comentário, assim como estão fazendo com a âncora do SBT. Duvido que se algum assalto ou assassinato covarde acontecesse com um de seus familiares as opiniões seriam as mesmas. Isto me cheira hipocrisia: “Maria vai com as outras”.

Infelizmente o Brasileiro é assim mesmo, uma hora está contra e outra a favor dependendo para onde a maioria vai. Não têm coragem de expor sua opinião verdadeira, aquela que vem de dentro, não com maldade, mas com sinceridade. Basta uma comoção maior e as opiniões mudam e temos milhares de exemplos disso. O exemplo foi o caso do “menor Champinha”, para quem não sabe direito, foi um caso que aconteceu na região metropolitana de São Paulo onde um tal de “Champinha” e seu comparsa “Pernambuco” seguiam para pescar e ao avistar um casal de namorados “Felipe Caffé e Liana Friendenbach” resolveram roubar os estudantes. Como não conseguiram dinheiro, com ajuda de comparsas resolveram seqüestrar os estudantes. Neste período todos os criminosos abusaram sexualmente da moça em forma de rodízio e de maneira quase ininterrupta. De acordo com o laudo policial e depoimento do menor, “Pernambuco” matou “Felipe” com um tido na nuca e fugiu. Então o menor “Champinha” levou a moça até um matagal, deu um forte golpe com um facão no pesco da vítima, a esfaqueou várias vezes e tentou degolá-la. Para finalizar golpeou a cabeça da estudando com o lado sem fio do facão gerando um traumatismo craniano da vítima. Assim como aconteceu com Felipe, o corpo ficou abandonado na mata. Depois da polícia encontrar os corpos, “Pernambuco” foi preso com outros comparsas e “Champinha” por ser menor não foi preso, mas internado na Fundação Casa. Este episódio foi um dos mais terríveis e emblemáticos que reacendeu os debates sobre a maioridade penal do Brasil. Mas parece que não adiantou muito, pois o povo parece não ter memória. Agora mesmo teve um debate no Congresso para diminuir a maioridade mental de 18 para 16 anos que foi arquivado. Se esse monstro não fosse considerado doente pelos psiquiatras aposto que já teria sido solto e cometido mais crimes. E então? Porque não foi ninguém dos “direitos humanos” tirarem o camarada? Seria medo do menor ou medo da opinião popular? 

O que estão fazendo com a repórter do SBT, Rachel Shehrazade é uma tremenda sacanagem. Estão chamando a moça de “Fascista” e dizendo que ele pretende incitar a população a resolver com as próprias mãos problemas que cabem ao governo, como diz o sociólogo e professor de jornalismo da USP Laurindo Leal Filho, acrescentando que a situação se agrava mais por ela ter dito isto em uma emissora de TV (SBT), que é uma concessão pública, cuja a função prevista na Constituição é entreter, educar e informar e que também fere o Estatuto da Criança e do Adolescente porque se trata de um menor de idade. Diante dessas observações a apresentadora diz em uma entrevista: - Sou uma profissional que preza pela ética e sou consciente do meu papel social. Não sou uma “maria-vai-com-as-outras”. Na juventude, ela diz ter defendido como “todo fervor” à esquerda. Agora se identifica com bandeiras conservadoras. Diz que é contra o aborto e a liberação de drogas. Quando votava no PT, acreditava nas boas intenções do partido, em sua ética e moralidade, mas quando o partido chegou ao poder viu que era igual aos outros, por isso desistiu de votar em partidos e votar em pessoas independentes de legendas. Pessoas cuja principal bandeira seja a ética. Segundo Rachel, ela é evangélica e confia nos planos de Deus. Eu também como disse acima, também não sou e nunca fui “Maria vai com as outras”, pois tenho opinião própria e com o agravante de ter passado por muitos problemas quando era menor, como dormir na rua e passar fome algumas vezes. Nunca se quer pensar em “tirar o alheio” como se dizia no meu tempo onde a “Lei” e o respeito funcionavam de verdade. É como disse “Thomas Jefferson”: “Se os homens são puros, as leis são desnecessárias; se os homens são corruptos, as leis são inúteis”. O menor infrator, como se chama hoje, em outras palavras não passa de um criminoso qualquer, a única diferença é a idade que a “Lei” lhe permite tirar do outro o que não te pertence, inclusive a “vida”. Por isso, temos urgentemente rever as nossas “leis”, ou a população fará isto com as próprias mãos. Até a próxima.

terça-feira, fevereiro 18, 2014

Eu Cansei de Avisar, Brasília Vai Travar!

Desde quando tenho esse Blog, que já me custou muitos inimigos, coisa comum para quem escreve a verdade, venho alertando que o dinheiro público, aquele recolhido dos impostos do cidadão, vem sendo mal aplicado e na maioria das vezes “surrupiado” em benefício dos governantes e seus pares. Isso acontece em todo país, mas em Brasília está demais. Eu escrevi alguns artigos dizendo que “Brasília iria travar”, e não deu outra, a capital do país, com apenas 53 anos de fundação, literalmente “travou” em tudo. No trânsito, na saúde e na segurança, ao ponto de Brasília ser considerada uma das cidades mais violentas do país e do mundo. Tudo isto à custa de uma política irresponsável de um governo só faz as coisas para agradar alguns “gregos e troianos” a troco de voto e favores. Brasília, desenhada por Niemeyer em forma de um “avião” está com um trânsito tão precário que somente de avião agora podemos transitar para o trabalho ou lazer. Parece que o arquiteto estava adivinhado. O turista que chega em Brasília pelo o aeroporto para conhecer esta cidade “monumental” fica boquiaberto com sua arquitetura, suas avenidas largas e arborizadas, mas se sair apenas 5 km fora de suas asas, ficará assustado com a crecente pobreza e violência que as rodeiam. Um percurso que fazíamos em 15 minutos, hoje leva quase 1 hora no horário de rush. Temos uma frota de mais de 1 milhão de veículos, mas não é por isso que o trânsito está desse jeito e sim por falta de investimento em transportes coletivos. O Metrô de Brasília tem apenas 46,5 km  (ida e volta) e só atende 60 mil usuários e nada de investimento Nosso sistema de ônibus urbano é considerado o pior do Brasil, não por falta de verbas, mas de gestão, pois segundo especialistas nós temos o pior governador de todos os tempos, Agnelo Queiroz do PT, um médico que não liga para seus hospitais caindo aos pedaços e que parece não ter receita nem remédio para curar essa cidade que já estava doente e agora em estado crítico, na UTI.

O governo atual coloca “toda culpa” nas cidades goianas do entorno que nos cercam de sobrecarregar o sistema de saúde, mas se o governador não sabe, estas cidades existem muito antes de Brasília, se assim fosse o sistema seria precário desde sua fundação o que não é verdade. Muita gente deve estar pensando que eu não gosto de Brasília, ao contrário, sou pioneiro e estou nesta cidade desde 1959. Só quem realmente ama Brasília verdadeiramente é que tem coragem de escrever mostrando todos os defeitos. No meu caso, é no intuito de alertar a população e ao governo que não faz nada e, fica gastando dinheiro com publicidade para mostrar uma Brasília que não existe. Eles não param de exibir na TV anúncios, fazendo parecer o transporte público, a saúde e a educação pública beirar a padrões de uma Suécia. Só para se ter uma ideia, o governo gastou mais de 180 milhões de reais em publicidade no ano de 2013, imagina agora no ano da “copa e das eleições? Parece que a coisa já começou. Nos horários nobres de todos os canais, principalmente a famigerada Rede Globo propagandas milionárias estão sendo divulgadas. Acredite se quiser, o governador construiu um novo “heliponto” na residência oficial e queria comprar um “jatinho” para se deslocar de uma cidade para outra, em eventos, para fugir dos nossos aeroportos. Deve ser por isso que o governador não se importa com os congestionamentos, pois ele se desloca de helicóptero mesmo para as viagens mais curtas. Para quem não mora em Brasília e não conhece, a residência oficial fica à beira de uma das melhores pistas de Brasília, a EPTG, que tem até faixa exclusiva para ônibus, porém ela é uma das mais congestionadas de Brasília em todos os horários. A falta de gestão é tanta que a faixa exclusiva para ônibus é mais usadas por taxis que por ônibus que no horário de pico só passa por lá de 18 em 18 minutos enquanto o resto dos carros ficam parados ao lado. E coitado de quem entrar lá na faixa, vai levar uma multa mais cara que o IPVA. 

Será que ele ta achando que é o LULA ou a Dilma? A última de Agnelo é uma licitação feita por sua “turma” para comprar 26.841 “garrafas térmicas”, ao preço de R$ 972,8 mil reais. Essa nem chega a ser o maior dos exotismos como Disse Reinaldo Azevedo da Revista Veja: Em abril de 2013, entre gastos com segurança para a Copa de 2014, o governo de Agnelo reservou R$ 5,35 milhões para a compra de “capas de chuva” que seriam usados pela Polícia Militar. A Copa será disputada entre junho e julho. Nesse período, não cai uma só gota de chuva em Brasília, e o ar é irrespirável. E é isso mesmo. Eu que conheço Brasília desde sua fundação, sei que nesse período Brasília é mais quente que o “Deserto do Saara”. Acho que em vês de gastar esse dinheirão todo que não vai servir para nada, deveria investir em equipamentos e salários para os policiais que há muito tempo vêm reivindicando um reajuste ao ponto de parar ou desacelerar as atividades e deixar à mercê a população. Isto também é uma prova que só o povo paga pelos erros das instituições. Além disso, o estádio Mané Garrincha custou aos cofres públicos mais de 2 bilhões e 200 milhões de reais. Para piorar, Brasília ainda será sede de alguns eventos das Olimpíadas de 2016. Já pensou essa dinheirama toda sendo gasto com escolas e hospitais? Eu sei que em todos estados do Brasil acontece isto também, mas em Brasília a coisa passou do limite. Mais um agravante é que Brasília este ano está tendo o mesmo problema de inundação das águas das chuvas como acontece nas grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro com mais de 10 milhões de habitantes, porém estas capitais são circundadas de morros, enquanto Brasília é uma cidade plana. Imagina se não tivesse sido planejada então? Ainda vem por aí novas habitações e os filhos de nossos filhos. Se a Roubalheira Não Parar, Brasília Vai Travar e a saída será fazer igual ao governador Agnelo, andar de helicóptero ou morrer afogado. Até a próxima. 

quarta-feira, fevereiro 12, 2014

Democracia “Desorganizada” Vira Terrorismo!

Em minha última postagem: “Tuminha” calou a “Turminha” deles! Um leitor escreveu dizendo o seguinte: “É não conhecer a História desse país... e se meter a escrever. Está com saudade de que período do passado? Como nunca na história desse país, estamos mudando para a melhor, e fazendo as velhas elites oligárquicas, que sempre usaram e abusou do povo se sentirem desorientadas... Vamos aprofundar o debate político, pois isso ajuda a avançar.” Respondi: “Obrigado pelo seu comentário. Independentemente se pensamos diferente é sempre bom um debate para que as coisas melhorem. Concordo plenamente com você no ponto em que fala que "aprofundar o debate político ajuda a avançar". É justamente o que faço ao escrever, ou seja, conhecer novas opiniões, pois ninguém é dono da verdade. Não foi assim no tempo da ditadura e muito menos agora com uma democracia desorganizada. O Brasil e os brasileiros precisam melhorar, por isso é importante o debate”. E ele retrucou a resposta: Valeu, grato pelo retorno... "democracia desorganizada" (?) como é uma democracia organizada? O regime militar entendia que governavam sob a égide de uma "democracia organizada". Cada segmento da sociedade entende que o governo deve se organizar a partir da defesa dos interesses próprios. O difícil é fazer um governo para "todos" ou para a maioria ou para os que mais precisam que sempre foram excluídos das políticas públicas... Mas há que se aprofundar o debate político para que o país seja melhor. Muitas questões políticas/sociais são colocadas pela nossa mídia com uma superficialidade assustadora, “profundidade” que a formiga atravessa com a água pelas “canelas”. Acredito que temos que superar, pois independente do governo que tivermos. Temos que continuar avançando com mais educação, mais saúde, mais trabalho, melhor distribuição de renda... Avançamos muito, mas muito temos de avançar.” A resposta do leitor merece também uma consideração.

Mas antes não posso deixar de detalhar que: Já fui aconselhado a não falar mal do governo, pois eu posso me prejudicar por trabalhar, de certa forma junto a eles. Minha resposta só pode ser uma: Eu não estou falando mal do meu “patrão” o governo, estou falando de um sistema de governo onde mesmo eles estão confusos sobre as idéias em como fazer o país fluir melhor. Nada mais justo de que dar minha opinião... Isto sim é “democracia”, eu querer o melhor para o meu país e para o meu governo. Se prometeram um país melhor para todos, cumpra a promessa, do contrário, eu e mais alguns milhares de brasileiros, vendo os erros e as promessas não cumpridas, democraticamente temos que expor nossas opiniões. Agora eu pergunto: Se eu não estou de acordo com os rumos da: Economia, Saúde, Educação e Segurança! De políticos que prometeram há mais de 10 anos dar uma vida digna e não cumpriram, eu vou falar de quem? Em uma verdadeira “democracia” eu posso expressar minha opinião ou, até uma manifestação desde que seja civilizada, coisa que não estamos vendo no Brasil, nem do lado da “direita e muito menos da esquerda”. A democracia “desorganizada” a que me referi na resposta ao amigo leitor está aí para todo mundo ver. Um exemplo é a morte do Jornalista, não só por um vândalo, mas por milhares que estão ali achando que “democracia” se pode fazer tudo que quiser, inclusive degradando o patrimônio particular, onde aqueles que pagam uma fortuna de impostos sem quase nada de retorno tendo que arcar com todo o prejuízo, pois o governo dá as costas, mas quando é dilapidado o patrimônio público, todos nós pagamos. Cá com meus anzóis, eu acho que essa turma que depreda patrimônios, aleija e mata pessoas, são patrocinadas por alguém, pois desde quando eu me conheço por gente, nunca vi um grupo qualquer, pacífico ou não, não serem patrocinados por alguma organização. A não ser que no Brasil se instalou o terrorismo e não estamos sabendo.

Esse tipo de idealismo só consegui ver em outros países da Europa, Ásia e África. Não estou falando besteira, pois todos se lembram das manifestações de junho onde o povo, principalmente os jovens, que já fizeram história nesse país em derrubar um presidente (Collor) sem jogar uma só pedra numa vidraça. Agora, se infiltram pessoas que não só quebram vidraças, mas também matam pessoas, principalmente jornalistas encarregados de levar a todos a notícia. Quem será que está por trás de tudo isso em um ano eleitoral? Aí é que mora o perigo. Já se fala no Congresso em fazer uma Lei contra o “terrorismo”, como se todas nossas manifestações, depois dos “Black Bloks”, fossem para desapropriar a nação. Se isso acontecer, aí sim, estamos todos ferrados e merecendo que esses grupos deixem a população em casa calada e a mercê a qualquer tipo de violência, inclusive a política. Não posso deixar de citar um trecho do artigo do Professor Denis Ronsefield onde diz com todas as letras que já havia uma glamorização da violência. “Em análises anteriores já tínhamos observado que a violência dos depois denominados Black bloks possuía certo glamour aos olhos de uma esquerda nostálgica do período áureo do marxismo. O jogo ideologicamente encenado era o seguinte: a violência da extrema esquerda seria legítima e moralmente justificada, enquanto o uso da polícia para coibir essa violência seria ilegítimo e imoral.” A violência seria somente um instrumento da classe dominante para assegurar a exploração dos trabalhadores, sendo a polícia o seu instrumento. Uma vez que esses grupos conseguiram impor a sua visão, as forças policiais foram desmobilizadas. Passaram a observadora das cenas de violência, não intervindo. A impunidade abriu o caminho para que a violência se generalizasse. Viram por que eu digo que nossa “Democracia é totalmente Desorganizada”? Será que ainda continuo a escrever? “Cê que sabe”. Até a próxima. 

terça-feira, fevereiro 04, 2014

“Tuminha” calou a “Turminha” deles!

Em entrevista no “Programa Roda Viva” de ontem (03/02/14), o ex-delegado e ex-Secretário Nacional de Justiça do governo LULA, Romeu Tuma Jr, o “Tuminha”, filho do famoso Delegado do DOPS, Romeu Tuma, no tempo do governo militar, deu um show ao responder as perguntas da bancada de entrevistadores formada pelo excelente apresentador Augusto Nunes e pelos jornalistas Ricardo Setti (colunista do site de Veja), Mario Cesar Carvalho (repórter especial da Folha de São Paulo, Eugênio Bucci (Estadão e Revista Época), Cristine Prestes (repórter freelancer) e Fernando Gallo, (Estadão). Mas o que mais chamou a atenção de todos que assistiam ao programa, foi à insistência destes 4 últimos, Mario César, Eugênio Bacci, Cristine Prestes e Fernando Gallo em desqualificar o entrevistado sobre o conteúdo de seu livro “Assassinato de Reputações – Um crime de Estado”, onde ele conta todas as falcatruas do governo LULA e seus correligionários, inclusive o acusando de ter sido um informante do DOPS sob a alcunha de “Barba”. Em um trecho ele escreve que: Uma das formas de contra inteligência é a arte de plantar informações falsas e produzir fatos inverídicos, misturados com pontinhas de verdade. A técnica consiste em colocar a verdade muito verdadeira polvilhada com muitas mentiras: a força da verdade conduz o receptador da informação a acreditar nas mentiras. E a PF de Lula, por obra dele, tem sido insuperável no quesito. Você cria defesa quando não existe ataque e, inventa ataques falsos e indefensáveis: é o que o PT de Lula faz todos os dias. Esse trecho mostra claramente que o Tuma tem razão, pois os 4 jornalistas citados parece terem sidos plantados no programa pelo PT para colocar o Tuma em uma “sinuca de bico”. Só que o tiro saiu pela culatra, pois o entrevistado se portou com a altivez dos que falam a verdade e passou credibilidade para quem assistiu e colocou caladinhos a “Turminha” que queriam calar o “Tuminha”.

O livro é uma verdadeira “bomba relógio”. Traz a tona o caso “Celso Daniel”, prefeito de Santo André que na época era o principal coordenador do candidato LULA a presidência em 2002. Cita também Gilberto Carvalho que confessou que Celso Daniel levava o dinheiro de caixa dois para Zé Dirceu e também o Caso conhecido como “Rosegate”, envolvendo a amiga íntima de LULA, Rosemary Noronha, que faria Hollywood parecer brincadeira. Disse também que topa uma acareação com LULA e que tem mais provas guardadas. Em certo trecho da entrevista ele fala: A verdade nua e crua é que o governo – que se diz de esquerda, democrático, social, preocupado com os direitos humanos e que repudia a “ditadura” – tem sob seu comando uma polícia que grampeia as pessoas, seleciona trechos de conversas, pinça frases, descontextualiza diálogos, cria enredos e manda gente para a prisão por achismo e dedução. Neste momento da entrevista os entrevistadores fizeram um silencio assustador, como disse muito bem o colunista Ricardo Setti da revista Veja que em qualquer país sério, menos de 10% das denúncias de alguém que ocupou o cargo que “Tuminha” ocupou já faria qualquer república balançar, e seria um escândalo de proporções gigantescas. Haveria muito mais investigações, os jornalistas sairiam em campo em massa, haveria pressão, perguntas incômodas. O fato de não vermos nada disso demonstra o quanto vivemos em uma situação calamitosa. O relativo silêncio e a normalidade com a qual as denúncias foram recebidas é mesmo algo espantoso. Hoje eu li e “Estadão” onde trabalham os repórteres Eugênio Bucci e Fernando Gallo e não vi uma só linha sobre essa entrevista. Li a Folha de São Paulo onde participou seu repórter Mario Cesar Carvalho e nem uma linha sobre a entrevista e muito menos alguém do PT ou o próprio LULA processando o Tuma. Diante das denúncias o procurador geral da república se cala? O congresso se cala, a mídia se cala?

Denúncias gravíssimas mostram que a torpidez nos bastidores do PT matam seus próprios membros, sem compaixão e o país segue como se aquela entrevista fosse algo corriqueiro. Então amigos, isto tudo só pode ser a pura verdade. Tudo mostra que realmente este governo vive mentindo para o povo e principalmente para seu eleitorado para se sustentar no poder perpetuamente. Acho que é isso que o partido deseja. Se assim não fosse, porque colocar tanta gente para sustentar uma mentira até que ela vire verdade, como disse o Tuma. Agora a própria presidenta Dilma, depois de uma viagem sem pé nem cabeça a Portugal, onde gastou uma fábula do dinheiro público como, 27 mil reais em uma diária de hotel. Já que ela disse que paga sua própria conta, então porque não pagou a despesa do hotel que não estava programada? De lá pra cá, o governo não parou mais de mentir. A mais recente das mentiras é do Alexandre Padilha, ex-ministro da saúde, que na maior cara de pau mandou cancelar o contrato de R$ 199,8 mil que mantinha no ministério com uma ONG fundada por seu pai Anivaldo Padilha, o que levou o líder do PPS na Câmara, Rubens Bueno, a considerar o ato de “imoral e suspeito”. A mentira virou um aliado fiel e indispensável desse governo para escapar dos delitos? A própria Dilma já foi flagrada em outra mentira antes de chegar à presidência. Matinha na rede social a informação da formação de mestrado e doutorado em economia pela Unicamp. O diretor de registro da universidade, Antonio Faggiani foi categórico: “A Dilma nunca se matriculou em curso de mestrado na Unicamp”. A história mostra que não se tolera mentiras de governantes. Nixon e Collor foram despejados porque mentiram. Não resistiram à pressão da sociedade que cobrou insistentemente a verdade e deixaram o poder escorraçados. Não sustentaram a mentira por muito tempo. Então, é bom tomar cuidado, pois “Quanto mais se espreme a laranja, mais seu suco fica amargo”. Até a próxima.