quarta-feira, abril 15, 2015

Aprendendo a Superar...

Porque escrever sobre “Superar” se isto é uma coisa tão corriqueira em livros, internet, discursões e palestras diversas. Já escrevi muito sobre coisas perecidas, só que dessa vez estou escrevendo por que vivi e vi com um pleonasmo muito bem empregado que foi “com meus próprios olhos”. É fácil ver de longe e dar opiniões. Ver ou passar por isto é outro departamento. Vou explicar por que. Além dos artigos que escrevi sobre política, das quais me prejudicaram muito, principalmente em meu trabalho e amigos que não concordavam com minhas posições. Pensamentos impensados por acha-los radicais. Escrevi também muitas coisas engraçadas, principalmente textos para reflexões. Em todo este tempo que tenho o Blog, notei que muitos que me rodeiam só concordam na verdade com aquilo que lhes interessavam. Se critiquei o partido ou algum político que elas gostam, as retaliações foram fortes com críticas mais radicais ainda. Só que em um país democrático, como dizem, as opiniões tem que serem respeitadas. Mas por incrível que pareça, a coisa é sempre o contrário, pois com razão ou não, alguns parecem não ter a coragem de dizer: “não é que você estava certo”? Na verdade é um reconhecimento e, isto se chama “superação”. Um exemplo é o que está acontecendo no Brasil, muitos se revoltaram terem sidos traídos pelo que acreditavam, mas muitos, mesmo sabendo da verdade ainda continuam defendendo suas posições ainda que erradas. Saindo da política e entrando no cotidiano, eu acredito, embora muitas vezes eu “fique mais perdido que cego em tiroteio”, na “superação”, em qualquer tipo de situação. É como diz um ditado, que desconheço o autor: Se o plano “A” não deu certo, não se preocupe. O alfabeto tem mais de 25 letras para você tentar. Isto é mais que um alento. É um conselho para que você não desista, pois sempre existe uma saída, basta você colocar na cabeça que não pode desistir. É como diz Oswaldo Montenegro: “Que a força do medo que tenho. Não me impeça de ver o que anseio”.

Outra coisa que vi e, estou vivendo, é um drama de um amigo, pessoa de índole impecável lutando para “superar” uma situação de “depressão”, que qualquer tipo de ser humano pode um dia passar. Mas o que é mais lindo é ver que quando a família ou amigos vêm que a pessoa está desesperada ou beira de um abismo, entra nessa luta com todas suas forças e amor para não deixarem que esta pessoa fracasse. Isto mostra, por saberem como esta pessoa era e como está agora. Todos viram que devem lutar por ela porque sabem que esta pessoa merece uma chance de “superação”. Essas pessoas que estão na luta não têm medo e não tapam seus ouvidos. Belo exemplo de solidariedade. Só que muitos desistem de ajudar pessoas com o mesmo problema por achar que aquilo não tem mais jeito e os deixam por aí como se nada fossem. Parabéns aos que lutam e, minhas condolências aos que desistem de ajudar, pois qualquer um de nós poderá ser o próximo. Confesso que em muitos desses trechos escritos me incluo, pois se assim não fosse, nunca poderia ter este tipo de opinião. “Mesmo não deprimido, ou deprimido sem saber, procurei-me “superar”, se consegui não sei, mas que tentei, tentei” (Edu Doroteu). Tentei e estou tentando, pois é aí que irá mostrar minha “superação”. Tem momentos na vida que em que ficamos confusos. Voltando aos trechos de Montenegro: “Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas com fervor, apenas respeitadas como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos; porque metade de mim é o que ouço, mas a outra metade é o que calo... Que essa minha vontade de ir embora se transforme em calma e na paz que eu mereço”. E “Paulinho da Viola” complementa: Quem quiser gostar e mim assim eu sou assim. Meu mundo é hoje não existe amanhã, assim morrerei um dia. Não levarei arrependimentos nem o peso da hipocrisia. Tenho pena daqueles que se agacham até o chão enganando a si mesmo por dinheiro ou posição. Nunca tomei parte desse enorme batalhão, pois eu sei que além de flores, nada mais vai ao caixão. Eu sou assim. Dê chance e ajude a quem precisa. Até a próxima.

domingo, abril 12, 2015

A Vida é Uma Roda...

Já dizia meu grande ídolo e compositor “Chico Buarque: Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu, a gente estancou de repente, ou foi o mundo cresceu... A gente quer ter voz ativa, no nosso destino mandar, mas eis que chega “roda-viva” e carrega o destino pra lá... Destino, que palavra difícil de decifrar! Mas, segundo os entendidos, é nada mais do que uma sucessão inevitável de acontecimentos relacionado a uma possível ordem cósmica. Portando, o destino conduz a vida de acordo com uma ordem natural, da qual nada que existe pode escapar. Ou seja, todos nós vamos estar, ou estaremos reféns do que vai acontecer. Só que eu pergunto: “Podemos mudar isto”? Muitos de nós acharemos que não podemos mudar o “destino”, que segundo eles são sucessão inevitável, tudo que é determinado pela providência ou pelas leis naturais; sorte, fado, fortuna, o que há de vir, acontecer, futuro. Chico ainda complementa: “A gente vai contra a corrente até não poder resistir, na volta do barco é que sente, o quanto deixou de cumprir”. Nesta estrofe, está bem declarado que nós podemos escolher o caminho. Não existe essa de eu sou, eu estou ou eu não dou sorte. E então? Se a vida é uma roda, e nós já nascemos “predestinados” a tudo que vier acontecer, como podemos explicar nossos erros ou acertos? Como poderemos julgar qualquer tipo de ato de nossos semelhantes? Se o destino realmente é um fato determinante e queiramos ou não tudo que acontecer já está escrito, como explicar acontecimentos e fatos catastróficos como, por exemplo, o avião onde um piloto maluco e suicida jogou a aeronave contra uma montanha matando 150 pessoas de idades diversas que nunca tinham sequer trocado uma palavra ou ter se conhecido? Eles estavam marcados todos para morrerem naquele momento? Já que você e nem eu sabemos explicar, como colocar a culpa nesse tal de “destino”. Coisas como esta sem resposta, poderíamos chamar de acaso. Aconteceu e pronto. “A gente toma a iniciativa, viola na rua a cantar, mas eis que chega a “roda viva” e carrega a viola pra lá”. 

Sendo assim, não querendo ser como o advogado do diabo, o destino somos nós que traçamos, portanto, independente de quando ou de onde irá acontecer, ele acontecerá, não é algo incerto nem muito menos premeditado, é algo que só mesmo você pode mudar... Destino é simplesmente algo que nos intercede pelo resto de nossa vida, as pessoas convivem ao nosso redor, também são formadoras dele. Peças mágicas a que constituem de um enorme quadrado que serve como mantra, ou mesmo como lição de vida. Não concordo em o destino ser “Uma busca pela felicidade”; pois a tristeza existe e é consistente. Para que consigamos qualquer coisa, basta ter força de vontade para se formar um meio e um fim. No campo dos sentimentos, a coisa fica pior ainda. Como posso explicar a morte do meu grande e amado filho Eduardo Erick Doroteu? Quem o conheceu, jamais poderia imaginar que “ele” faria o que ele fez ao dar fim em sua vida deixando em todos nós uma tristeza infinita. Será que isso já estava “escrito nas estrelas”? Claro que não... Foi uma decisão dele em um momento de, sei lá, desespero, que ninguém até hoje entendeu. E então? Será que eu, familiares e amigos estávamos predestinados a ter essa dor? Eu não tenho resposta. Se você tiver, por favor, me escreva e me convença. Por mais que eu tente e não consiga entender certas coisas e vejo que é necessário se permitir de questionar a vida. Os motivos que te levam para essa ou aquela decisão, o porquê dos fatos, a razão pela qual essa ou aquela situação se apresenta, onde você anda errando e onde deveria ficar seus pensamentos, desejos e sonhos. Seja como for, a vida é um ônibus com destino fixo, na verdade, quem dirige é você, e os roteiros são feitos por suas escolhas, até a estrada que vai seguir viagem. Sendo assim, podemos dizer que nosso destino se define a cada segundo, quando praticamos ou executamos cada ação em nossas vidas, pois para cada ação sempre terá uma reação. A Vida é Uma Roda. Melhor dizendo, uma “Roda Viva”. Até a próxima.

segunda-feira, abril 06, 2015

Não Adianta Correr, Somos Todos Iguais!

Por mais que sua vida esteja ruim, passando por todas as formas de necessidades, onde todos os caminhos que você procura percorrer parecem estar sempre em linhas tortas, uma coisa você não pode deixar acontecer que é o desespero por achar que nunca encontrará uma saída. Essa saída existe e devemos procurá-la com obstinação e nunca desistir. Quando estamos nesse estágio de quase a beira do abismo o primeiro passo é nunca reclamar de nossa situação, pois sempre tem alguém ou alguma coisa muito pior, basta você prestar a atenção a seu redor que você irá encontrar. Mas isto não quer dizer que você apenas dê Graças a Deus por ser perfeito e se acomodar por saber que tudo tem um começo e um fim. Se nada anda dando certo, pode ter certeza que a culpa é nossa por ter trilhado caminhos inversos. E nem pense que isto só acontece no campo financeiro, acontece até com pessoas milionárias, onde você olha e diz: Esta pessoa tem tudo e mesmo assim é infeliz! Isto acontece com mais frequências com estas pessoas do que aquelas que não têm nada. Você sabia que as pessoas que mais sofrem de “depressão”, que na verdade é uma doença que só agora vieram descobrir que talvez seja mais fatal que um câncer? Pois é, essa tal de “depressão” é a que mais faz sofrer uma pessoa. Dinheiro algum pode comprar uma cura dessas, já qualquer outro tipo é só pagar um tratamento que cura, mas esta não. Esta se acomoda em seu cérebro, em seu coração só traz ansiedade, tristezas e amarguras. Mais triste ainda é que se fosse só você que sofresse até que estaria muito bom, mas não, aposto com você que quem mais sofre são as pessoas que estão em seu redor. O sofrimento vira coletivo e é nessa hora que a gente descobre todo nosso mau comportamento anterior a isto tudo. Tem gente que trata as pessoas com indiferença, não se misturam com ninguém de seu círculo social achando que aquela vida que ela leva jamais chegará aquele estágio. Este é o grande erro de todos nós que pensamos assim. A vida é cheia de surpresas. 

O ditado que diz que “Deus dá o frio conforme o cobertor”, quer dizer que tudo que passamos e possamos passar no futuro é a única coisa certa em nossas vidas. “Um dia faz chuva, mas muitos fazem sol”. E o outro ditado que diz que “Deus escreve certo por linhas tortas”, em minha modesta opinião quer dizer que ele te dá o caminho e você é quem deve escolher o que mais te convém, pois você é seu dono e suas escolhas são soberanas. Se você escolheu o caminho errado, basta mudar o rumo, é como errar a sua ida para o norte se o seu verdadeiro caminho é o sul, basta virar as costa e voltar. Então amigos, quando você notar que uma pessoa precisa de você ajude, já que este tipo de coisa pode acontecer com qualquer um independente de sua condição financeira ou social. O bolso ou a conta bancária cheia traz muita felicidade, mas não consegue compra-la quando a tristeza chega. A tristeza em um estado “depressivo” só pode ser revertida com o apoio dos amigos, familiares e daquelas pessoas que você ignorou e achava que nunca precisaria recorrer a elas. Um grande exemplo são nossos grandes empreiteiros e políticos que dariam tudo que ganharam, ou roubaram dariam tudo de volta para não ficar na prisão comendo em marmitas em vez de seu grande companheiro “caviar”. Vale a pena? Aposto que não. Se nada em sua vida está dando certo, para você que é honesto e trabalhador, tente reverter à situação. Use com vontade sua força interior e com paciência aguarde, pois nada chega de uma hora pra outra. Se você tem tudo na vida como emprego, família, propriedades e dinheiro no banco faça a mesma coisa, mas não se esqueça do que você passou e comece ser uma pessoa melhor com seus semelhantes. Em vida podemos ser diferentes, mas como todos nós morremos, somos todos iguais. O túmulo de alguns pode ser de mármores e de outros apenas um buraco, mas o final é o mesmo e iremos para o mesmo lugar e, é nesse lugar seremos julgados com igualdade pelo mesmo Juiz.  Força, Fé e até a próxima.

sexta-feira, abril 03, 2015

Sexta-Feira Triste e um Coração Alegre!

Em uma Sexta-Feira, assassinaram um homem que vinha pregando o bem em nome e a pedido de seu Pai para livrar de suas costas o peso do pecado, que muitos acham que só são as malfeitorias feitas a outrem. Não é nada disso... Ele não veio para carregar para si tudo que fizemos de errado e, sim, ensinar tudo aquilo que devemos fazer de certo para os nossos, para os outros, conheçamos ou não, de levar uma força para que eles também consigam carregar todos os seus atos errados, que prejudicam os outros, que chamamos de pecado! O sinônimo de Pecado nada mais é do que maldade culpa injustiça, perversão e desobediência aos mandamentos de Deus. Para muitos o pecado está envolvido em argumentos legalistas sobre o “Certo ou o Errado”. Se assim fosse, todos nós seriamos pecadores, pois não existe a perfeição em nada. Voltando a Sexta-Feira, Santa, pois foi naquele dia em que a perversão, a inveja, o ódio e o medo de perder o poder, crucificaram um “Amigo de todos”, com apenas 33 anos de idade que sem medo da dor ou da politicagem, que existe até hoje, extermina milhões de pessoas, pecadores ou não. Cumpriu todos os seus mandamentos e a responsabilidade que seu Pai lhe passou e confiou. Este “Cara” filho de carpinteiro, já tinha nascido antes de nascer, pois todos esperavam que uma “Estrela” do Céu enviaria um Salvador. O salvador que ele foi, nem mesmo ele sabia, a não ser quando batizado pelo Profeta João Batista que o mostrou o que “Ele” deveria ser para todos nós, cristão ou não, que o irmão independente da religião, somos todos iguais. Só que “igual”, foi à palavra ignorada politicamente por pessoas que ao pensar em perder a manipulação do povo, em vez de dar a “Ele” a Paz e Deixá-lo seguir em frente pregando o “Bem”, o crucificaram, humilharam, cuspiram em seu rosto, o chibataram sorrindo como se “Ele” fosse qualquer um de nós. Mero enganado. Eles não O mataram. Ao contrário, lhe deram mais vida ainda. A vida eterna, ao lado do Pai que lhe confiou tal missão. Esse “Ele”, se chama: “JESUS CRISTO”. 

Glória a Deus que nos mandou Este que sofreu por nós para nos salvar. Só que “Ele” deve estar muito decepcionado com nós todos, independentemente de onde somos. Hoje as pessoas passam fome, a maioria. Hoje o povo implora por melhor tipo de vida, a maioria. Hoje o povo não tem estudo, saúde, moradia, respeito e às vezes são vistos como animais ou qualquer coisa que não faça a diferença para uma pequena “minoria”. Se Ele voltasse aqui seria decepcionante. Nos países árabes onde Ele nasceu tem uma guerra atrás de outra. Mulheres sendo estupradas e, quem não seguir os mandamentos, que nem eu sei quais são, muito menos vocês, são fuzilados, decapitados e etc. Agora eu pergunto: Isto foi o que aprendemos? Claro que não, só que em nosso meio, pois não vivemos lá do outro lado, também temos nossos erros e nossos pecados. Como se pode um “prefeito” ter uma “Ferrari” e 95% da população que votaram nele para que suas vidas mudassem para melhor passam fome, como lá no estado do Maranhão? Como se pode um país enorme como Brasil, um dos mais ricos do mundo em recursos minerais ter uma inflação tão alta e os salários de um professor ser menor que um “engraxate” do congresso? Isto é pecado? Não é por nada não, mas se “Jesus” voltasse a terra para castigar os pecadores não iria sobrar menos que 10% da humanidade. Tem gente tão imbecíl que acha que quem toma uma cerveja na Sexta-Feira Santa é pecador, mas passam mais da metade do ano fazendo porcaria e pecando. Isto, se meu entendimento de “Pecado” estiver certo. Portanto amigos, se você faz alguma coisa que estiver prejudicando outra pessoa, mude de comportamento. Como eu sempre digo em minhas mensagens: “Seja sempre sincero e verdadeiro para com aqueles que te rodeiam e certamente não perderá os bons e expulsará os maus”. É triste lembrar este dia fatídico para Jesus, mas alegre por saber que “Ele” conseguiu encher o coração de muitas pessoas de bondade. Tomara que você seja uma delas. Boa Páscoa e Até a próxima.

domingo, março 29, 2015

Quando Tudo dá Errado, Nem Sempre é Uma Coisa Ruim!

Quantas pessoas você conhece que tudo na vida dela dá certo? Entre os mais de 200 milhões de brasileiros, aposto que a porcentagem dessas pessoas não é nem 5%. E por quê? Será que essas pessoas são escolhidas por alguma força sobrenatural ou coisa parecida? Só pode, porque se não fosse assim os outros 95% que por mais que façam as coisas de maneira correta as coisas quase sempre dão errado. A outra pergunta é: Porque que muitas dessas pessoas em que tudo na vida delas dão certo e não são felizes? Tenho certeza que você conhece um punhado delas. São pessoas que têm um bom emprego, uma vida financeira onde permite que elas consigam fazer quase de tudo, mas lá dentro, no âmago, alguma coisa fica lá remoendo por dentro. E porque muitos daquela turma do “tudo errado” têm uma felicidade que dinheiro nenhum paga. Quer um exemplo verdadeiro? Quando eu trabalhava de fiscal na NOVACAP, você que não mora em Brasília não conhece, fazia em 1974 a urbanização asfáltica do Guará II-DF e um dos donos de uma empresa contratada, na época uma das maiores de Brasília, uma vez, visitou onde todos nós fiscais almoçávamos em uma barraca de lona e olhando nossas “marmitas” disse: “Vocês sabiam que eu daria todas as minhas máquinas e toda minha riqueza para comer uma dessas marmitas”? Incrédulos, perguntamos por que. Então ele nos falou que tinha uma úlcera estomacal sem cura e por isso só tinha como alimento sopas e outras comidas líquidas, pois naquela época não se tinha como hoje nenhum tipo de tratamento a não ser cirurgia que nunca dava certo, 70% das pessoas que tinham essa infecção morriam. Como explica isto? Deus dá o frio conforme o cobertor ou ele dá com uma mão e tira com a outra para com quem não se importa não sabe usar o que Ele deu... Eu acredito nas duas coisas. É como diz um ditado de Martha Medeiros: “Há o certo, o errado e aquilo que nos dá medo, que nos atrai, que nos sufoca, que nos entorpece”. Acho que ela quis dizer o seguinte: “Se não souber usar, vai faltar”. 

Esquecendo as pessoas em que tudo dá certo, o que fazer quando tudo em sua vida dá errado por mais que você tente acertar? Verdade seja dita, a felicidade não é a ausência de problemas, mas a nossa capacidade de lidar com eles. Sempre olhe para o que você tem, em vez de olhar para o que você perdeu. Porque não é o que o mundo tira de você o que realmente importa, é o que você faz com o que lhe resta. Em um Blog “Viva mais verde” li um conselho muito eficiente e que pode ajudar muita gente que diz que a dor faz parte do crescimento quando tudo dá errado. “Às vezes a vida fecha algumas portas, mas somente porque é hora de seguir em frente. E isso é uma coisa boa, porque, muitas vezes, não seguimos em frente a menos que as circunstâncias nos obriguem. Em momentos de dificuldade, lembre-se que nenhuma dor vem sem propósito. Só porque você está lutando, enfrentando algo, não significa que você está falhando na vida. Todo grande sucesso requer algum tipo de luta digna para conquistar. Boas coisas levam tempo. Seja paciente e mantenha o pensamento positivo. Tudo vai ficar bem, talvez não imediatamente, mas eventualmente”. Suas cicatrizes são símbolo da sua força. Uma cicatriz significa que a dor passou e que a ferida está fechada. Isso significa que você venceu a dor, aprendeu uma lição, ficou mais forte e seguiu em frente.  Não permita que as cicatrizes façam você viver sua vida com medo. Você pode começar a vê-las como um sinal de força e não de dor. Quando tudo dá certo para uma pessoa tem que se tomar cuidado, pois pode se perder forças e confianças para enfrentar situações adversas, enquanto quando está dando tudo de errado a outras, pelas próprias circunstâncias, ela está sempre procurando forças para enfrentar as adversidades. Se na sua vida está dando tudo certo, Glória a Deus se está dando tudo errado, Glória a Deus também, pois não existe o certo ou o errado, existe trilhar seu caminho! Desistir é a saída dos fracos, persistir é à saída dos fortes. Até A próxima. 

terça-feira, março 24, 2015

Quero Minha Infância de Volta!

Você conhece “Chinelo”? Eu e muitos amigos de minha época devemos conhecer e muito bem. "Chinelo" para a gente era uma arma poderosíssima, mas não nas mãos de um ladrão ou de um assassino qualquer. Esta arma era usada por nossos pais, mães, avós, tios, irmãos mais velhos e até vizinhos. Eles não usavam essa arma para tirar nossas vidas, mas sim para nos dar vidas. Vidas dignas para que um dia lá num futuro longínquo não usarmos armas para tirar vidas, inclusive de pais, mães, irmãos e vizinhos como acontece agora. Bastava uma “boa chinelada” e um “bom castigo” para que a gente respeitasse toda esta gente digna de respeito e consideração. Bastava um olhar daqueles com os olhos trancados que faziam enrijecer a pele do rosto que tremíamos como se estivesse fazendo 45º abaixo de zero. Por causa do uso dessas armas nós respeitávamos todas estas pessoas acrescentando aí nossos professores, o entregador de leite, o lixeiro, nossos professores de catequeses, as outras crianças, o morador de rua e o policial que era um ponto de referência naquela época. Claro que como não existe perfeição, muitos de nós também nos desviávamos para o crime e para as drogas o que sempre existiu. Só que quem era tratado com rigor pela responsabilidade dos pais que realmente queria ver um filho seu no caminho correto, após levar umas boas chineladas e um bom castigo pensavam duas vezes antes de cometer qualquer outra traquinagem. A o invés de termos raiva dessas pessoas, com o tempo elas viravam nossos grandes heróis. Hoje o que se vê nos nossos jovens e crianças são um absurdo que não conseguimos entender. Todos os dias em programas de TV assistimos reportagens de alunos batendo em professores e pais apoiando as atitudes erradas de seus filhos em troca de “mimos” que só trarão prejuízos para todos em um futuro bem próximo. É como narra “Arnaldo Jabor” com muita propriedade em um trecho de um de seus belos artigos, “Quero Voltar a Confiar”, que diz mais ou menos assim: 

“Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos. Por tudo o que meus netos um dia enfrentarão. Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos. Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos. Não levar vantagem em tudo significa ser idiota. Pagar dívidas em dia é ser tonto. Anistia para corruptos e sonegadores. O que aconteceu conosco? Que valores são esses? Automóveis que valem mais que abraços, filhas querendo cirurgia como presente por passar de ano. A diversão vale mais que um diploma. Mais vale uma maquiagem que um sorvete. Mais vale parecer do que ser. Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo? Quero arrancar as grades da minha janela para poder tocar as flores! Quero me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão! Quero a honestidade como motivo de orgulho. Quero vergonha na cara e a solidariedade. Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olhar olho-no-olho. Quero a esperança, a alegria, a confiança! Abaixo o TER, viva o SER. E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como um céu de primavera, leve como a brisa da manhã! E definitivamente bela, como cada amanhecer. Quero ter de volta o meu mundo simples e comum. Onde existia amor, solidariedade e fraternidade como bases. Vamos voltar a ser “gente”. Construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas, Utopia? Quem sabe? Precisamos tentar... Quem sabe comecemos a caminhar transmitindo essa mensagem... Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradeceram!” Pois é amigos, com tudo o que está acontecendo, com nossas crianças com armas nas mãos matando a revelia porque sabe que eles têm a Lei do lado deles e, não têm os três pilares para uma vida digna que são Educação Saúde e Segurança, ou reagimos ou nunca mais teremos de volta nossa infância que tanto nos orgulha. Obrigado Senhor Chinelo. Até a próxima. 

quinta-feira, março 19, 2015

300 Picaretas de Lula ou 400 Achacadores de Cid Gomes?

Em 1993, o ex-deputado federal Luiz Inácio Lula da Silva percorria o Norte do país na preparação para a sua segunda candidatura presidencial e perguntado como via o Congresso Nacional, disse em alto e bom tom: “Há no Congresso uma minoria que se preocupa e trabalha pelo país, mas há uma maioria de uns 300 (trezentos) picaretas que defendem apenas seus próprios interesses”. Ontem, para desespero de um governo totalmente perdido, o Ministro da Educação Cid Gomes, foi a Câmara dos Deputados e disse também em alto e bom tom: “Há 400, 300 deputados “achacadores” no parlamento que gostam de ver o governo frágil, porque é o jeito deles “achacarem mais” e tirar mais proveito”. Os “picaretas” que o Lula tinha se referido devem ser os mesmos “achacadores” que o Cid Gomes se referiu. E agora? Como que o Lula, a Dilma e o governo do PT irão explicar este episódio? Vão dizer que 400 do Cid são menos ladrões, picaretas ou achacadores que os “picaretas” do Lula do passado? Ou esses 400 do Cid são apenas “trombadinhas” perto dos congressistas de 1993? Este é o problema da política que dizem “democráticas deste país”. Quando se está com o “osso” nas mãos, está tudo bem. Eles são os melhores. Eles dizem que cuidam da nação e governam para o povo. O que o agora o ex-ministro disse na câmara ontem sempre aconteceu. São, nem todos claro, pessoas que entram na política apenas para tirar vantagem. São pessoas despreparadas que se quer entendem de Lei e alguns até semianalfabetos. Basta ser um líder sindical ou apenas um líder comunitário que está eleito. Chegando lá, são comprados pelos partidos majoritários a apoiarem o governo deixando de lado toda sua ideologia inicial e viram, como disse o Cid, achacadores para levarem todo o tipo de vantagens deixando seus eleitores a “ver navios”. Pegam o dinheiro de suas emendas, tampa um buraquinho aqui outro ali e o resto vai para seus bolsos. Enriquecem numa velocidade, que como sempre digo, nem o Ayrton Senna conseguia atingir.  

Viram corruptos e fazem da política sua carreira profissional. A maioria sem terem nenhuma formação acadêmica e muitos nem o ensino médio como o grande estadista e Doutor Honoris Causa o ex-presidente e talvez o próximo, LULA. Só que agora o “bicho está pegando” para o governo que foi eleito por ter uma bandeira de proteger o trabalhador e acabar com a “corrupção”, a mesma que a “presidenta” Dilma falou que é uma “velha senhora”, como se fosse impossível acabar com ela ou para justificar o período mais corrupto que este país já viveu em sua história de 12 anos pra cá. Eles conseguiram “quebrar” a maior empresa do Brasil e uma das maiores do mundo, a Petrobrás, roubando e dilapidando seu patrimônio para fazerem caixa para um governo que eles querem que seja eterno e implantarem o “comunismo”. No Brasil, apesar de muitos votarem nessa cambada, o comunismo não pega, pois aqui temos gente honrada que não aceitam estas atrocidades. Basta ver a reação do nosso “povo de bem” nas passeatas do dia 15 de março onde demos um verdadeiro show de ordem, progresso e instinto democrático. Com este ato, o povo brasileiro mostrou ao governo que não precisamos de armas e nem de fazer atrocidades para toma-lo novamente, o que deixou os governantes com a “pulga atrás da orelha”, ao ponto de no outro dia enviar ao congresso um pacote “anticorrupção” para tentar enganar o povo ou mostrar a seus eleitores que são corretos. Por isso, viver no Brasil de hoje é muito dolorido. No serviço público, o funcionário efetivo que não for PT, independentemente de sua formação e competência, estão fora das melhores funções e, os funcionários terceirizados, quando descobrem que não são do PT, são demitidos. Nossa educação é precária, nossa saúde é de terceiro mundo e nossa segurança, com Leis que só dão direitos a bandidos, fica de mãos atadas. O povo acordou e não pode dormir mais até conseguirmos tirar de nossa politica estas “aves de rapina” que só quer nos depenar. Até a próxima.

segunda-feira, março 16, 2015

Não Queremos um Brasil Vermelho!

Lutar por Democracia é mostrar amor a Pátria. Lutar por Democracia é mostrar a Pátria, seus valores, suas cores e o orgulho em ser seu filho, mas o que vimos nas últimas manifestações para mostrar nossa indignação por nossa forma de governo, antidemocrático, que não está dando certo em troco do poder e da corrupção, um lado foi totalmente infeliz em mesmo sabendo que está tudo errado, foram para as ruas defender o erro e o indefensável a troco de migalhas, como se fazem trocando votos por “mixarias” como Bolsas Famílias e outras esmolas assim como se fazem em países com políticas autoritárias. Todo partido ou todo governo, em nome da Democracia, têm o direito de se manifestar, só o que aconteceu no dia 13/03 (sexta-feira) foi um total absurdo em não se ver em meio dos participantes do PT as cores de nossa Pátria e de nossa Bandeira. O que se via era só a cor “Vermelha” quem não tem nada haver com nossas raízes. Para quem não sabe a cor vermelha está associada ao poder, à guerra, ao perigo e à violência. O vermelho é a cor do elemento fogo e do sangue. Na “política”, a cor vermelha está associada ao espírito revolucionário. É a cor do “comunismo” e da ideologia de esquerda. O Vermelho deriva do latim “vermis” (“pequeno animal”). E foi essa cor só o que vimos na manifestação dos “Petistas” defensores do governo Dilma nas ruas em troco de R$ 35,00, que já deve ter sido consumido com cachaça e um “Sanduíche de Mortadela” que já deve estar no esgoto. Enquanto isto, o dinheiro de todos nós trabalhadores, inclusive o deles do PT, estão saindo pelos ralos dourados dos bancos e cofres particulares das mansões suntuosas desses políticos e empresários corruptos com a conveniência de uma justiça inoperante e com muitos magistrados comprados com este dinheiro sujo. Só que o “povo” também foi para as ruas no dia 15/03 vestidos com nossas cores para dar um recado para esses canalhas, que ainda acreditamos em um governo feito para o povo honrando nossos caros impostos. 

Enquanto os “vermelhos” levavam pessoas humildes, trabalhadores desnutridos, imigrantes e outros pagos para mostrar que o governo está no caminho correto e nossa “presidenta” e sua equipe são uns santos. Milhares de brasileiros contrários a isso levaram suas crianças e jovens para ensinar a eles que toda vez que um governo, seja ele quem for independente de partidos, deve sair às ruas para se manifestar e cobrar melhores serviços para a população como Saúde, Segurança e principalmente Educação, pois um país com uma Educação precária nunca irá crescer para pelo menos chegar perto de países mais desenvolvidos. Para ter uma ideia, no Japão o próprio Imperador disse que em primeiro lugar no país é o “Professor”, depois o Imperador. Já no Brasil é justamente o contrário. O Professor aqui não tem valor e ganha menos que um “copeiro” do Congresso. Nada contra o “copeiro” é claro, mas isto sim é uma absurda má distribuição de renda. Aí, depois de todas estas manifestações, vêm os ministros do governo a TV dizer que as manifestações são justas e que irão “doa a quem doer”, combater a corrupção e punir os corruptos. Quem deveria fazer isto era a “presidenta” de se expor perante o povo brasileiro e se explicar, mas não, parece que ela só tem coragem quando a coisa não está “pegando” para ela. Cadê a coragem do “estadista”? Ministro punir corrupto? Claro que isto não irá acontecer porque se acontecer, não terá ninguém para ir a TV explicar porque estão todos presos. Caladinhos também estão os “chefes” do bando, Lula, Zé Dirceu e seus comparsas dirigentes do PT. Será por quê? O porquê está na cara, foi porque o povo depois de muitos anos começou a se conscientizar e sair para as ruas para manifestar sua indignação, com muita organização e sem fazer um ato se quer de vandalismo. O governo que se cuide, pois isto é só um começo. Com o tempo e mais organizado o povo vai colocar esta turma para correr e resgatar a nossa “Pátria Amada, Verde e Amarela” de vez por todas. Até a próxima.

sexta-feira, março 13, 2015

Administração e Educação se Começam em Casa!

Você que é pai, você que é mãe, você que é o irmão mais velho, não sabe o que se passa dentro de sua casa? Não sabe o que se passa com seu filho ou o irmão mais novo lá fora nas ruas, na escola ou com a “turminha” que seu irmão frequenta? Estou colocando aqui o irmão mais novo como exemplo, somente. Claro que todos vocês sabem. Se ele é um bom rapaz, um bom aluno é porque vocês, quando sabem de alguma coisa que esteja surgindo de errado lá fora, rapidamente vocês correm para corrigi-lo. Isto faz parte da “administração” da família, que todos chamam de “educação”. Sendo assim, aquele rapazinho que é bem administrado vai se tornar um grande homem que dará muito orgulho para todo o resto da família. Este rapazinho que estou relatando eu vou chamar de “empresa” e o resto da família vou chamar de “administradores”. Isto é para mostrar para vocês o que está acontecendo como a nossa casa, o Brasil! Ao contrário do que acontece na “administração da empresa da família” a que me referi, a nossa casa Brasil está perdido, pois quem o administra não sabem sequer do que estão passando os “rapazinhos” lá fora que são nossas “empresas” que um dia foi as mais rentáveis e respeitáveis do mundo. O que vemos no Brasil hoje não só é uma má administração, mas uma enorme aberração. Mesmo assim o Brasil é considerado um dos países, além de lindo, um dos mais ricos do mundo e produz riquezas minerais que faz inveja em qualquer país e, que nos compram sem nem olhar o preço como: Chumbo, Cobre, Ferro, Níquel, Titânio, Zinco, Ouro, Diamante, Esmeralda, Granito, Mármore, Carvão, Gás, Urânio e etc., inclusive “Petróleo”. Esse mesmo “petróleo” que agora nos está envergonhando perante o mundo e os nossos irmãos brasileiros. Onde já se viu um ex-presidente da maior empresa do Brasil não saber que existia corrupção entre seus funcionários (Celso Gabrielli) e sua sucessora (Graça Foster). Para você ter uma ideia, o ex-presidente, assim como Graça Foster, disse que era impossível detectar desvios de bilhões e outros tipos de corrupção. 

Não é por nada não, mas ou esse cara é muito incompetente ou é comparsa dos corruptos, assim como também a ex-presidente Graça Foster, amicíssima da “Presidenta” Dilma, até demais, pois depois de muita pressão do congresso onde ela já estava perdendo espaço a demitiu. Nem o Lula conseguiu faze-la demitir a “poderosa”, porque eu não sei. Falando em Lula e na Dilma, esses dois sim, são duas “raposas”. Eles, além de manipularem o povo como nunca, ainda colocaram em cargos estratégicos “raposas” em que manipulam como nunca. Para começar colocarem em prática um sistema chamado “Mensalão”, onde distribuíam dinheiro para parlamentares aprovaram todos os seus projetos, onde mais tarde usariam para ficar com todos eles nas mãos e depois, não precisarem dar mais nada pra ninguém. Só não conseguiram por muitos deles não foram eleitos quando a presidenta foi em 2010. E nesses quatro anos de governo a estratégia foi outra. Roubar a Petrobrás que nem o Lula conseguiu e seus oito anos de governo. Mesmo com o dinheiro que roubou, cerca de 100 bilhões de reais, só não perdeu a eleição porque no último debate mentiu para o povo mais pobre e desinformado que seu adversário iria acabar com alguns programas chamados de “sociais” que só serve alguns deles, para fazer o pobre virar um fantoche do governo e trocar este apoio em troca de votos, que é o que foi que aconteceu. Também parece que não está dando muito certo, pois sua popularidade caiu como nunca a deixando correr um risco muito grande de sofrer um “Impeachment” ou uma “Intervenção Militar”. É difícil? Sim é difícil, pois para o “Impeachment” é necessário à maioria do congresso, que ela ainda tem em mãos, e um “Intervenção Militar” que é muito pouco provável neste momento, ou seja, estamos “ferrados”. Qual seria a saída então? A saída em minha opinião seria o povo ir para as ruas a cada “ato erado” ou “falcatrua” do governo e, o mais importante, nunca mais votar nessa gente mesmo que tenhamos que esperar mais quatro anos. Até a próxima.

segunda-feira, março 09, 2015

“Medo das Panelas ou do Povo”

Depois do “panelaço” do dia 08/03 em várias capitais brasileiras eu acabei de crer que agora a coisa vai ficar “preta” para o governo, pois em outras manifestações que existiram teve uma mobilidade de coincidências. Desta vez não, a manifestação foi espontânea, diferente daquela vaia que a Dilma levou no estádio de futebol seguidamente, aproveitando a deixa, os trabalhadores de São Paulo fez um movimento pelo aumento de 0,20 centavos nos preços das passagens de ônibus. O povo quer a saída da “presidenta” seja através do “Impeachment” ou até de uma “Intervenção Militar”. Quem diria que chegaríamos a isto. Claro que muita coisa colaborou para chegar aonde chegamos, e não era pra menos. Tivemos a exposição pública do maior sistema de “corrupção” jamais vista no país e, talvez no mundo, onde estão envolvidos Ministros, Senadores, Deputados, Presidentes, Diretores de empresas estatais, donos das maiores empreiteira do Brasil e do mundo e também o ex-presidente a atual Presidente da República que foram blindados pela PGR e seus órgãos superiores da justiça como STJ e STF, o que é uma vergonha tão grande como a corrupção descoberta. Diz a Lei que no Estado de Direito nenhum indivíduo, presidente ou cidadão comum, está acima da Lei e os governos democráticos exercem a autoridade por meio da Lei e eles estão sujeitos aos constrangimentos da Lei, e mais, as Leis devem expressar a “vontade do povo”, não aos caprichos de “Reis”, “Ditadores”, “Militares”, “Líderes religiosos” ou “Partidos Políticos autonomeados”. Mas o que vemos no Brasil é Justamente o contrário. Políticos ladrões quando presos, saem da prisão em uma velocidade que nem o Ayrton Senna é capaz e impor e, o “Ladrão de Galinhas” ou uma “Senhora” que rouba um pacote de leite para alimentar seus filhos, só saem da cadeia quando a pena acaba ou quando um Juiz ou advogado têm pena dos coitados. Todos são ladrões em sua essência é claro, mas o tratamento é diferente.

Basta ver o pessoal do “mensalão”. Estão todos aí tomando seus Whiskies e viajando enquanto os “Ladrões de Galinhas” continuam lá nas nossas nojentas prisões comendo o “pão que o diabo amassou com o rabo”. Agora vem a Dilma em rede nacional de TV dizer aos brasileiros que está tudo bem. Que o que nós estamos passando é passageiro e pasmem que está “combatendo a corrupção”. O que a presidente deveria fazer como fazem verdadeiros líderes mundo afora era pedir “desculpas” a nação por tudo que ela e seu governo tem feito de errado e não dizer que está combatendo a corrupção no “país mais corrupto do mundo atualmente”. Depois veio pedir clemência as mulheres, mas todos nós sabemos quais mulheres ela se referia. São as pobres mulheres do nordeste onde por uma “Bolsa Família”, pois não tinham tirar o sustento de seus filhos, o trocaram por votos, só que agora, com essa inflação galopante, nem a “Bolsa Família” está sendo suficiente, ou seja, “dá com uma mão e tira com a outra”. A quem ela pensa que está enganando? A grande maioria do povo acordou e com ele se aflorou sua cidadania, inclusive suas amigas do nordeste onde ainda ela tem uma grande popularidade, mas no resto do país ela teve uma queda abrupta e, se fosse hoje as eleições ela perderia no 1º turno. Como o Brasil não é feito só de nordeste, ela que se cuide, pois o povo está cada vez mais vindo para as ruas, além disso, tem outra arma poderosíssima que são as redes sociais. E eu não estou falando nenhuma besteira não, basta ver a preocupação de vários ministros indo as TVs em defesa do governo, inclusive falando que as manifestações espontâneas do povo é fruto de um “Golpe Político”. Na verdade, “Golpe Político” é o que eles estão querendo fazer ao desejo de se perpetuar no poder. Não é atoa que roubam tanto dinheiro para se manter. Para mim, isto não passa de um movimento “Comunista” como Cuba e países africanos onde os governantes usam “Rolex” e o povo não tem o que comer. Até a próxima.

domingo, março 08, 2015

"Salvem as Mulheres"

Hoje é o Dia Internacional das Mulheres... O que falar delas? Muita gente não tem nem coragem para dizer uma palavra sequer que possam ofendê-las, mas infelizmente todos sabem que ninguém é perfeito, inclusive elas! Existem homens que matam, roubam, estupram, praticam a pedofilia, são falsários, falsos e, por seu porte e força físico são os mais visados, mas quando uma mulher se deixar levar para o lado errado, também cometem os mesmo crimes, só que existe uma enorme diferença entre os dois. A mulher dá de 10 x 0 nos homens quando ela é “vida torta”, mas também dá de 10 x 0 nos homens quando ela é honesta. É como eu falo em minha penúltima postagem: “Salvem os Homens”, onde em um texto da nossa musa “Fernanda Montenegro” ela ensina como lidar como os homens para não perdê-los, no caso o marido de vocês. A Fernanda “enche nossa bola” com muita propriedade que nos deixam envaidecidos, só que no final do texto eu digo com minhas próprias palavras que eu garanto que para cada homem que a Fernanda descreveu, deve ter duas mulheres da mesma forma. Vocês irão pensar que esse texto que estou escrevendo é bem machista e, é mesmo, mas estou tentando ser o mais realista possível. Nós homens somos cheios de defeitos e que muito deles acabam com qualquer relacionamento que poderiam levar a vida toda como o da Fernanda e seu marido que faleceu em seus braços. Só que também, como digo lá no texto, têm mulheres que não dão valor a quem está ao seu lado, mesmo ele sendo um belo exemplar, que as mantém firmes e são deixados de lado como um objeto apenas de consumo em todos os sentidos. Estamos cansados de ver em nossas vidas, não só em novelas, mas também do nosso lado, mulheres que não respeitam os maridos e pasmem os próprios filhos para viver uma vida de aventura e destrambelho, assim como a maioria dos homens também. Com todas as qualidades que uma mulher tem, dizem que ela tem o dobro de defeito, mas isto já é como dizem e que realmente existe, a chamada “Guerra dos Sexos”. E não são só os homens que falam não, as próprias mulheres dizem que a outra é fresca, fofoqueira, invejosa, insegura, têm mau gosto ou nunca estão satisfeitas.

Lá acima, quando eu falei que a mulher quando é “vida torta” dá de 10 x 0 nos homens, muita gente vai achar que estou exagerando, mas olha só o que está acontecendo no Brasil. A primeira mulher que assumiu a presidência do Brasil, com todo respeito às outras mulheres, está sendo a pior coisa que já aconteceu em nossas vidas. Nem vou citar aqui o que tem feito esta mulher de errado e ruim desde que entrou no poder e agora acabando com uma nação inteira, inclusive enganando suas próprias eleitoras e seus filhos com uma politica mentirosa e eleitoreira que “dá com uma mão e tira com a outra”. Ela com sua arrogância e soberba está colocando abaixo de seus chinelos homens que jamais pensaram que isto poderia acontecer. Quero deixar bem claro que em minha opinião, esta mulher não representa as outras que criam seus filhos honestamente, estudam e são a maioria das pessoas de bem desse nosso Brasil. Desculpem este parágrafo porque foi apenas um desabafo quando me lembrei de tantas damas honradas que existem em nossa sociedade. Para terminar “mulher e seus homens”, aqui vai uma obra prima de Arnaldo Jabor”: É melhor você ser uma mulher engraçada do que linda, que sempre vão a festas, adora uma cerveja, gosta de futebol. Prefere andar de chinelo e vestidinho, ou então calça jeans desbotada e camiseta básica, faz academia quando dá, como carne, é simpática, não liga pra grana, só quer uma vida tranquila e saudável, é desencanada e adora dar risada. Do que ser uma mulher perfeitinha, que não curte nada se veste feito um manequim de vitrine, nunca toma um porre e só sabe contar até quinze, que é até onde chega a sequencia de bíceps e tríceps. Legal mesmo é mulher de verdade. E daí se você tem celulite? O senso de humor compensa. Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótica companheira. Pode até ser meio mal educada quando seu homem larga a cueca no meio da sala, mas e daí? Porque a celulite, gordurinhas e desorganização têm solução. Mas ainda não criaram um remédio para a futilidade! Desejo a todas as mulheres felicidade em todos os dias dessa vida e também para nós homens que, mesmo se quiséssemos, não conseguiríamos viver sem vocês. Até a Próxima. 

terça-feira, março 03, 2015

Doce e Mentirosa Democracia!

Em marco de 1964 eu tinha 10 anos e, assim como muito de vocês não sabia o que estava acontecendo quando se aflorou o Golpe Militar provocada por nossas Forças Armadas. Como os meios de comunicação, TV e jornais ainda engatinhavam, as notícias eram escassas. Só o Rádio chegava com mais rapidez, mas eu via a movimentação nas ruas, nos bares, portas de cinemas, onde eu vendia chicletes, E procurava prestar muito a atenção para entender todo aquele alvoroço. Por incrível que pareça, eu notava que a maioria da população era a favor da “Intervenção dos Militares” e derrubar o governo da época, um governo totalmente perdido em suas ideias e na forma e conduzir o Brasil. O presidente na época era João Goulart que assumiu em 1961/1964 depois da renuncia de Jânio Quadros, Eu não entendia muito bem o porquê do povo dos grandes centros como Rio e São Paulo faziam passeatas constantes apoiando o “Golpe Militar”, como se chamava na época. Com o tempo, ainda menino, fui entendendo toda aquela parafernália. O povo e os Militares tinha medo de uma investida “comunista” no território nacional, pois o governo dos civis andava por aí com laços muito fortes com os comunistas como China, Fidel Castro (Cuba) e condecorando guerrilheiros sanguinários como Che Guevara, que muitos hoje ainda idolatram. O tempo foi passando e eu tentando-me “encontrar” politicamente, pois via que muitas pessoas, jovens e universitários radicais eram contra o golpe e queriam retomar o poder de todas as formas. Não que eu fosse a favor do Golpe, mas eu via que o Brasil, ao contrário dos “contrários”, se desenvolvia num velocidade como nunca tinha se visto e, eu pensava: “Porque mexer no que está dando certo”? A indústria ia de vento em polpa. A educação, para um país chamado de 3º mundo, ia muito bem. As estradas chegavam onde nunca se imaginou passar uma carroça. A agricultura batia recorde. Os preços dos alimentos eram acessíveis. Mudar o regime só por mudar? Para muitos esse episódio foram períodos "amargos" como nunca se tinha visto. As pessoas pensavam que os militares saqueariam o Brasil e, hoje vemos que não era verdade, pois não conheço nenhum ex-presidente ou suas famílias ricas, ao contrário dos de hoje. 

Depois assumir, os militares prometeram aos civis devolver o poder assim que as coisas estivessem em ordem, mas como sempre, as mentes de esquerda, as mais malucas, que só querem se auto promover para chegar ao poder, como aconteceu no Brasil nos últimos 12 anos não se via por satisfeitas. Este pessoal que está aí no poder, fora o Lula que não passa de um agitador, mas é o “chefe da quadrilha” por que tem votos, são todos terroristas que mataram, roubaram bancos e tentaram tomar o país para torna-lo comunista, assim como aconteceu em Cuba e Venezuela hoje os países mais pobres do mundo apesar do potencial turístico (Cuba) e do petróleo (Venezuela). O Regime Militar, prometeu, demorou, mas cumpriu sua palavra e devolveu aos civis o poder e, além disso, aplicou a “Lei da Anistia” deixando retornar ao Brasil todos eles, “assassinos heróis” que derramaram o mesmo sangue “vermelho” que os militares. Graças a eles, além de quebrar nossas melhores empresas como a Petrobrás, nossa juventude sente repulsa pela autoridade numa total inversão de valores. De lá pra cá confundiram a “democracia” com libertinagem. Para se ganhar uma eleição hoje são feitas falcatruas e corrupções. Governantes ficando ricos da noite para o dia, filhos de políticos virando empresários de um dia para o outro e ficando rico antes que a noite acabe tudo à custa do trabalho dos trabalhadores honestos que pagam os mais caros impostos do mundo. Hoje temos uma “Pátria Educadora” onde não temos infraestrutura nas escolas, merendas, transportes para os alunos que mais precisam e, o pior, professor ganhando uma ninharia e não sendo respeitados por pais e alunos. Nossa “justiça” é falha, pois nos tribunais superiores só empossam juízes escolhidos pelos governantes, ou seja, nossa justiça hoje é só aplicada para “ladrão de galinhas”. Se algum dia algum país invadir nosso território sabe que vai dar suas vidas para nos salvar? Nossas “Forças Armadas” e não o exército do Lula e do Stédile. Se o remédio para nosso bem viver for essa Doce e Mentirosa Democracia, não quero mais tomar, prefiro “Chá de Boldo” e comer “Jiló”. Até a próxima.

sábado, fevereiro 28, 2015

Salvem os Homens!

Outro dia assistindo um desses programas da tarde (baixaria pura), era entrevistada uma mulher “detonando os homens” como se eles (nós) fossem o pior dos seres vivos deste planeta. Aí a apresentadora perguntou se ela era casada e a resposta foi óbvia: sim e, que já tinha se divorciado 2 vezes. Dei uma bela de uma risada, não porque acho que somos perfeitos, mas por que vi o porquê da imperfeição de muitos relacionamentos ou casamentos. Realmente têm homens que não dão o mínimo de atenção à suas esposas e acabam com qualquer relacionamento, depois voltam iguais a um cachorrinho para suas mulheres pedindo perdão. Às vezes porque reconheceram seus erros e outras vezes porque deram com a cara na parede da vida e sem opções batem novamente na porta. Só que também, têm mulheres que não dão valor a quem está do seu lado. Mesmo ele sendo um belo e raro exemplar, que as mantém firmes, são deixados de lado como um objeto apenas de consumo em todos os sentidos. Foi aí que me lembrei de um belo texto da nossa grande musa e uma das maiores artistas da TV, cinema e teatro “Fernanda Montenegro” com o título: “Salvem os Homens”, onde peguei o gancho. Sei que a maioria das pessoas que gostam de ler já se deliciou com essa obra, mas vou repetir aqui os melhores momentos, não para me envaidecer ou qualquer outro homem, mas para mostrar que se um “erro não justifica o outro”, um “erro pode levar a outro”. Ela diz assim: HABITAT: Homem não pode ser mantido em cativeiro. Se for engaiolado, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que os prenda e os que se submetem à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse ou a propriedade de um homem, o que vai prendê-lo a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente., com dedicação, atenção, carinho e amor. CARINHO: Também faz parte deu cardápio – homem mal tratado fica vulnerável a rapidamente interessar-se na rua por quem o trata melhor. Se você quer ter a dedicação de um companheiro completo, trate-o muito bem, caso contrário outra o fará e você só saberá quando não houver mais volta.

RESPEITE A NATUREZA: Você não suporta trabalho em casa? Cerveja? Futebol? Pescaria? Amigos? Carros? Case-se com uma mulher. Homens são folgados. Desarrumam tudo. São durões. Não gostam de telefones. Odeiam discutir a relação. Odeiam shoppings. Enfim, se quiser viver com um homem, prepare-se para isso. NÃO ANULE SUA ORIGEM: Homem sempre foi macho provedor da família, portanto é típico valorizar negócios, trabalho, dinheiro, finanças, investimentos. Entenda tudo isso e apoie. O CÉREBRO MASCULINO NÃO É UM MITO: Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino, mas não gostam de mulheres burras. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo então, aguente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de colecionar amigos gays e homossexuais delicados, tente se relacionar com um homem de verdade. Alguns vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja desses, aprenda com eles e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com as mulheres, a inteligência não funciona como repelente para os homens. Não faça sombra a ele... Se você quiser ser uma grande mulher tenha um grande homem ao seu lado, nunca atrás, /assim, quando ele brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ele tiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda. Aceite: homens também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. A mulher sábia alimenta os potenciais do parceiro e os utiliza para motivar os próprios. Ela sabe que, preservando e cultivando o seu homem, ela estará salvando a si mesma. E minha Amiga, se Você acha que Homem dá muito trabalho, case-se com uma Mulher e aí Você vai ver o que é Mau Humor! A Fernanda matou a pau não foi? Afinal ela viveu 56 anos com seu marido que faleceu. Mas eu garanto, para cada homem raro desse jeito deve ter duas mulheres da mesma forma. Até a próxima.

terça-feira, fevereiro 24, 2015

Sem Respeito Não se Faz Justiça Social!

Muita gente não sabe direito o que realmente quer dizer essa palavra: “Respeito”. Pensam que é só respeitar as pessoas, pai e mão e etc., é mesmo, mas não é só isto. Respeito em sua essência quer dizer com todas as letras: “apreço, consideração, deferência”. Ter respeito por alguém pode implicar um comportamento de submissão e temor. O “respeito” é um dos valores mais importantes do ser humano e tem grande importância na interação social. O “respeito” impede que uma pessoa tenha atitudes reprováveis em relação â outra e o “respeito” mútuo é uma das formas básicas e essenciais para uma convivência saudável, sendo assim, é necessário “respeitar para ser respeitado”, o que na maioria dos casos não acontece. Não se pode confundir também “respeito” com concordância, ou seja, concordar em tudo com a outra pessoa por suas escolhas, desde que essas escolhas sejam corretas e não causem danos e desrespeitem os outros. Mas o respeito é também um sentimento que leva à obediência e cumprimento de normas e Leis, assim como religião, crenças e condutas. Agora eu pergunto: Isto está acontecendo no Brasil? Aposto que a maioria responderá “não”, em todos os sentidos. Infelizmente, de uns 50 anos pra cá a este belo conceito de convivência entre as pessoas, o “respeito”, vem se deteriorando, sendo ignorado pelos mais jovens e até por quem achava esse conceito fundamental em suas vidas. Nenhum país nesse planeta vive sem um comando, é como se fosse a sua casa, se não vira bagunça, então vamos falar nos comandos: A POLÍTICA: o político vai para as ruas, paras os rádios e tevês e até em sua casa pedir seu voto e seu apoio prometendo melhorar sua vida. É como se ele tivesse te pedindo um emprego, sendo assim, você se torna “patrão” dele, correto? Mas o que acontece depois! Nunca mais você o vê. Nunca mais você tem contato com ele. Nunca mais você sequer poderá chegar perto dele em seu suntuoso gabinete e, tudo que ele te prometeu fará justamente o contrário, em sua grande maioria. 

Depois que estão lá independente do alto salário sem embrenham na corrupção tirando verbas daquilo que é mais fundamental para você como: educação, saúde e segurança e outros mais, em benefício próprio. É o que estamos vendo acontecer no maior escândalo que o Brasil já viu, o da Petrobrás, onde poderá trazer sérias consequências para o povo como a inflação na tentativa de evitar o “rombo” com a alta dos juros, impostos e taxas essenciais como gasolina, água e energia. Certamente, os políticos não têm respeito por você. A JUSTIÇA: Infelizmente nossa justiça é falha. São tantas Leis e com interpretações diferentes que dá um nó na cabeça de qualquer advogado ou Juiz, imagine no cidadão comum. A polícia prende e a justiça imediatamente solta. Menor pode votar, mas quando mata ou rouba a partir dos 18 anos vira “santo”. Bandido não tem mais medo de polícia ao ponto do policial ter que esconder sua identidade, aquela que todo mundo tremia quando via. Hoje um policial é morto a cada 30 horas. E sabe o que acontece com os bandidos? Nada. É como se estivesse matando um porco em um abatedouro. E sabe o que o governo e o Congresso faz sobre isto? Nada. Estas são as palavras: “Nada” para o cidadão e “tudo” para a bandidagem, entre eles políticos corruptos. NOSSA CASA: Em nossas casas a coisa é diferente. O “respeito” ainda existe, mas infelizmente não é na maioria. Hoje vemos uma falta de educação absurda. São crianças e jovens que não respeitam os mais velhos e até batem em professores. Jovens que não respeitam filas, que se fingem de mortos dentro de ônibus para não dar o assento aos mais idosos. Pais que ao invés de castigarem seus filhos e lhes ensinarem bons conceitos, sequer olham a lição de casa passada na escola. São com essas atitudes que teremos futuros “bandidos” que serão também nossos futuros “políticos”. Este é o nosso País. Um Brasil que todos amamos e que a “presidenta” tem a “cara de pau” de chamar de “Pátria Educadora”. A pátria onde as escolas não têm verbas, professores, merendas e estão caindo aos pedaços. Até a próxima.